Arquivo da categoria: Inovação

Tudo que você precisa saber sobre a criação de um produto

       Quando você observa os produtos na prateleira de um mercado, na vitrine de uma loja ou até mesmo em sites de venda virtual, você imagina todo processo pelo qual ele passou para estar ali? Todo produto que é lançado no mercado passa por um curso de desenvolvimento, muitas vezes demorado, que exige o trabalho e dedicação de muitas pessoas. Nem sempre temos acesso ao conhecimento sobre isso. Dessa forma, este artigo tem como objetivo explicar como funciona, em geral, o desenvolvimento de um produto, desde o surgimento da ideia até o seu lançamento no mercado, Então vem com a INOVA que nós vamos te mostrar quais os passos para a criação de um produto.

     Tudo começa com o surgimento uma ideia. Nesse processo é fundamental ter criatividade e visão de mercado, para que esse insight realmente seja útil e inovador. Posteriormente, inicia-se o processo de planejamento do desenvolvimento, onde cria-se um projeto formal e com ele um cronograma a ser seguido, para que metas sejam traçadas a fim de amplificar o desempenho da equipe desenvolvedora do produto. Esse passo é extremante importante, pois define em quanto tempo a ideia poderá ser colocada em prática. Tempo, nos dias atuais, é um elemento sagrado que não pode ser desperdiçado, não é mesmo?

    Em seguida, realiza-se uma pesquisa de mercado, onde toda a equipe busca encontrar se produtos semelhantes já existem. Se sim, dados como quais seus pontos fortes, seus pontos fracos, valores, utilidades e compradores são recolhidos. Se não existem, fazem uma pesquisa com o futuro público alvo do negócio, para saber qual a porcentagem de interesse positivo existe para esse produto, a fim de levar o foco do projeto para onde realmente é necessário e onde irá agregar valor para os clientes.

      Após isso, então, dá-se a largada para o desenvolvimento teórico e prático da ideia. É aí que trabalham os engenheiros, designs de produtos e desenvolvedores. Essa é a parte mais crucial do processo, visto que é quando realmente o projeto começa a tomar forma, por isso é importante uma equipe especializada acompanhando seu desenvolvimento, a INOVATECH é uma empresa especializada em tirar idéias do papel, garantindo sempre um ótimo resultado e a satisfação dos clientes no fim da criação de um produto. Após o término do desenvolvimento, entram os testes, sejam eles testes de engenharia ou testes práticos com os clientes, para âmbito de pesquisa. Nesse período, todos os resultados são coletados e, conforme necessário, modificações são feitas no produto, visado o seu maior sucesso.

      Por fim, concluído o processo de desenvolvimento, entra o marketing do produto. Como as pessoas nunca tiveram contato com essa ideia, de primeira, elas não vão comprar. É preciso vendê-la. Mas como? Por meio de sua embalagem e da sua propaganda. Como já ouvimos por aí: “a propaganda é a alma do negócio”. É preciso chamar a atenção, para que assim a curiosidade e o interesse pelo produto surjam. Dessa forma, não se deve medir esforços e investimentos nesse passo, pois é a chave para o sucesso de todo o projeto

     Para concluir, foi possível observar que a criação de um produto não é algo fácil, mas que pode ser um diferencial na sua empresa ou no seu negócio particular. Se você tiver uma ideia inovadora e acredita nela não deixe isso passar e nos procure logo para que possamos te ajudar a criar algo novo para o mundo, confira nosso serviço clicando AQUI e vamos INOVAR juntos!

Como produzir suas ideias

     Ideia. O que é ideia? Da onde vem a ideia? Como produzir suas ideias? Aposto que você mesmo já se perguntou sobre isso, e tentou encontrar uma resposta. Essa é uma pergunta que vem sendo questionada desde os tempos da Grécia Antiga, mas, enquanto ainda não temos uma resposta concreta, vamos utilizar a definição mais simples do dicionário Michaelis, como sendo um “Objeto imediato do pensamento, conceito ou noção que temos sobre algo, que pode ser concreto ou abstrato”.

     E o que é necessário para produzirmos essas ideias? Só criatividade basta? Na verdade, não, quanto mais informações e referências nós temos mais fácil será este processo. Normalmente as boas ideias são só aplicações de conceitos funcionais em outros ambientes. Sendo assim, quanto mais você estuda, lê, absorve conhecimento, mais chances de você ter boas ideias.

      Além disso, já parou para pensar se a sua ideia soluciona algum problema do mundo? Do seu bairro? Da sua empresa? Já pensou que ela poderia se torna algo lucrativo? Não tenha medo de compartilhar suas ideias e receber feedback das pessoas, o erro é uma parte importante do processo, nós vemos problemas e soluções de formas diferentes, sendo assim compartilhe para que você possa sempre melhorar. Adapte e transforme suas ideias, tente sempre construir algo melhor, pense em formas diferentes de solucionar o problema, de melhorar o produto, para que você chegue no melhor resultado possível.

    E agora? Depois de já ter idealizado, o que é necessário fazer? Para tirar essa ideia da cabeça, existem diversos métodos, e cabe você encontrar o mais conveniente. É possível em um simples pedaço de papel rabiscar suas ideias, elaborar um mapa mental, desenhar, escrever em um documento… anote tudo! Trace um objetivo para colocar a ideia em pratica, e comece com pequenos passos, defina metas e procure parceiros para executar sua ideia, saiba que pode contar sempre com a INOVATECH para colocar suas ideias em prática, acesse nossa carta de serviços e encontre como melhor podemos atende-lo.

     A partir dessas etapas, você estará apto a fazer com que sua ideia ajude outras pessoas pelo mundo. Ao levar o que antes era uma ideia, para o mercado, você pode tornar isso em lucro e possibilitar que mais pessoas, empresas, organizações e instituições solucionem problemas e melhorem o ambiente que estão, agora que você já está por dentro de como produzir suas ideias venha acompanhar mais conteúdos sobre esse tema com a gente!

Se você gostou dessa publicação venha conferir mais sobre inovação no nosso Blog!

inventos empreendedorismo sustentável

Inventos que mostram que o empreendedorismo pode ser sustentável

    Confira a seguir cinco invenções que uniram o empreendedorismo à sustentabilidade e têm colaborado de forma significativa com a manutenção do nosso meio ambiente.

  • Soccket – a bola de futebol que produz energiaempreendedorismo sustentável

     Criada por estudantes dos Estados Unidos, a Soccket possui um pêndulo interno que funciona como um motor. Assim, conforme a bola gira, esse mecanismo gira simultaneamente, aproveitando a energia cinética através de um gerador conectado à bateria recarregável.

    Ao carregar esta bateria por 15 minutos, é possível fornecer três horas de energia para uma lâmpada de LED ou recarregar um celular: basta plugar a lâmpada ou o aparelho eletrônico. Além disso, pode ser usada como fonte de energia em lugares onde o acesso a esse tipo de recurso é escasso.

  • Ohoo – A bolha de água comestível

   Criada pela start up Skipping Rocks Lab, a Ooho é uma bolha comestível preenchida por água potável, feita de um extrato natural de algas marinhas. Como não há plástico em sua composição, pode ser ingerida integralmente, além de ser inofensiva ao meio ambiente. A quantidade de água contida nesta bolha é de mais ou menos um copo d’água, 250 ml, o suficiente para matar a sede. Se não for consumida, se decompõe entre 4 a 6 semanas, uma vez que é biodegradável.

  • Bar sustentável capta energia produzida pela dança de seus frequentadores

     Que os bares e casas noturnas consomem muita energia é fato. Pensando nisso, o dono da boate Surya, em Londres, decidiu trocar o piso de sua boate por placas que, ao serem pressionadas, produzem corrente elétrica. Essa energia produzida auxilia na carga necessária para manter a casa noturna, representando 60% da necessidade energética do lugar, segundo Andrew Charalambous, dono do bar.

    Além disso, todos  os clientes que comprovarem ter ido a pé, de bicicleta ou de transportes públicos até lá recebem entrada gratuita e bebidas orgânicas em copos biodegradáveis.

  • Wind Tree – a árvore que produz energia elétrica

      A Wind Tree, (árvore do vento) é uma árvore artificial que produz eletricidade através do vento. Após 3 anos de investigação, foi criado um protótipo de 11 metros de altura, com 72 folhas artificias de plástico, instalado em Pleumeur-Bodou, na França.

inventos empreendedorismo sustentável

     Segundo seu inventor, Michaud-Larivière, o destino ideal para estas turbinas é a cidade, com uma pequena “floresta” de árvores tecnológicas, capazes de trabalhar sem poluir e emitir ruídos. A “árvore” tem cabos e geradores colocados dentro de tubos de aço e pode ser ligada tanto à rede pública, quanto a casas particulares para a geração de energia.

      O sistema é capaz de produzir energia com ventos de apenas 7,2km/h. A energia gerada pelas 72 “folhas” é estimada em 3,1 kW, que é suficiente para alimentar 15 candeeiros de rua de 50 W, 83% do consumo elétrico de uma família francesa ou para um carro elétrico fazer 16 363 km.

  • Chuveiro que obriga a sair quando houve um elevado gasto de água

inventos que mostram que o empreendedorismo pode ser sustentável

     O designer Tommaso Colia criou o chuveiro EcoDrop, que possui círculos concêntricos como tapetes acoplados ao chão que vão crescendo conforme o chuveiro está ligado. Após um certo tempo, a sensação resultada pelo crescimento dos círculos se torna tão incômoda, que “obriga” a pessoa a sair do banho. Esta invenção reduziu cerca de 20% do gasto de energia de um banho, além de diminuir consideravelmente o gasto de água.

Empresa júnior: como funciona?

    Dentro da empresa júnior, os membros são normalmente divididos em diretorias, de modo que além dos projetos realizados pelos funcionários, a empresa possa também ter um bom marketing e divulgação dos serviços prestados à sociedade e ter seus recursos financeiros e documentação bem organizados. Além disso, é necessário ter membros que cuidem da gestão e do engajamento dos demais funcionários e também de pessoas que entrem em contato direto com os clientes, de forma que sempre seja buscado o bom andamento da empresa como um todo.

     Além disso, como a equipe da empresa é formada apenas por estudantes, os projetos contam com a orientação de professores, quando necessário. Juntando dessa forma, toda a inovação, criatividade e determinação em desenvolver o melhor produto para os clientes, por parte do funcionário, como também, a excelência técnica de anos de conhecimento e experiência de profissionais formados na área.

 

 

IMPORTÂNCIA DA EMPRESA JÚNIOR

         As empresas juniores são muito importantes, pois trazem benefícios tanto para as empresas que contatam pelo serviço, como também, para os estudantes que fazem parte da empresa júnior e além disso para a própria faculdade.

        Para as empresas um ponto muito benéfico é o preço dos serviços prestados pela empresa júnior, que são valores na maioria das vezes inferiores ao trabalhado no mercado, além disso são projetos executados com muita qualidade, com orientação de professores que conseguem contribuir com enorme conhecimento, e podem contar com a orientação de outros profissionais parceiros.

     É benéfico também para os estudantes que fazem parte dessas empresas juniores, pois os membros adquirem muita experiência, tanto com a execução de projetos, como com a capacitação oferecida e incentivada pela empresa júnior, assim é possível aprimorar e aprender muita coisa na prática, o que muitas vezes não seria passado nas aulas da faculdade. Além disso, o jovem tem que realizar trabalhos em grupos e aprender a trabalhar em conjunto com os demais membros da equipe para no fim alcançar todas as metas propostas pela empresa.

     Após estar alinhado com a empresa o jovem pode exercer cargos de liderança, assim ele aprende a lidar melhor com planejamento estratégico, metas, atribuições de tarefas, além de aprender a guiar toda sua equipe. Outro ponto importante, é que essa experiência proporciona ao estudante maior contato com o mercado de trabalho, bem como com outros estudantes (através dos cursos, eventos, ou por algum outro meio) que assim como ele viram na empresa júnior, uma oportunidade brilhante para sua carreira e desenvolvimento pessoal, ampliando e muito seu networking. Por fim, como é de se imaginar, toda essa experiência adquirida contribui para inserir o estudante no mercado de trabalho.

     Além disso, as empresas juniores são benéficas para a própria universidade que ganha maior visibilidade na região e no país de forma geral.

 

 

PARA ONDE VAI O LUCRO DESSAS EMPRESAS?

 

     

     Como as empresas juniores não possuem fins lucrativos, você pode se perguntar para onde vai o dinheiro que elas recebem dos projetos realizados. Todo dinheiro vai para ajudar na capacitação dos membros, por meio de cursos, palestras, eventos regionais e nacionais. Dessa maneira, o lucro é convertido em conhecimento e treinamento para que os membros possam sempre entregar o melhor serviço aos seus clientes.

 

 

QUEM É A INOVATECH?

     Nós somos uma empresa júnior de engenharia elétrica e mecânica da Universidade Estadual de Maringá (UEM), que está no mercado desde 2007 e conta atualmente com 24 membros. Temos como missão desenvolver projetos que impactem a sociedade, com base em nossos valores como a melhoria continua, o profissionalismo, a união, o sentimento de dono, o foco em resultados e a excelência nos processos. Os projetos são realizados por uma equipe especial de membros da INOVATECH, para que juntos, com uma visão ampla e integrada, possam buscar sempre a melhor maneira de atender as expectativas de nossos clientes, entregando projetos de alta qualidade.

 

Tem interesse em conhecer um pouco mais a nossa empresa?

Entre em contato:

contato@inovatechej.com
(44) 3011 3852

Como transformar sua ideia em inovação!

          O ser humano sempre buscou inovação. Tudo que temos hoje, toda a tecnologia, todas as máquinas, todos os utensílios e ferramentas que nos trazem mais praticidade e agilidade no dia a dia, coisas que consideramos banais, já foram em algum momento apenas ideias. Foi, porém, acreditando nessas ideias que foi possível a criação, o aprimoramento e o melhoramento de itens que facilitam e muito a nossa vida. Isso mostra a importância dessas ideias e mais ainda, a importância de colocá-las em prática.

          Trazendo para os dias atuais, mais especificamente para o mundo dos negócios, sabemos que o mercado está ficando cada vez mais competitivo e com o objetivo de se destacar em meio a tantos concorrentes, muitas indústrias estão apostando na inovação. Dessa maneira, essas empresas buscam ideias inovadoras sejam elas para desenvolver produtos novos para os consumidores, ou meios de otimizar os processos dentro da própria empresa, de modo a economizar tempo, recursos, e aumentar a eficiência e qualidade na produção.
          De toda forma, a inovação tem se mostrado de extrema importância e um requisito para se conquistar cada vez mais o mercado e se destacar no meio de tantos adversários. Por isso, quando uma ideia nova que pode revolucionar todo o modo de fabricação e de processos de sua empresa vem a mente, não tem como deixar esse pensamento para trás, afinal são essas ideias que acabam trazendo o progresso e a evolução no mundo. Sabemos contudo, que nem sempre é fácil transformar as ideias em um produto concreto e é ai que entra o serviço de dimensionamento mecânico.
          O dimensionamento mecânico nada mais é do que um serviço que visa a resolução de problemas e o de necessidades, se tratando de um conjunto de tarefas complexas que se objetiva um produto inovador que seja funcional, seguro e confiável. Para realizar o dimensionamento mecânico, primeiramente é feita uma análise prévia para verificar a viabilidade do desenvolvimento da máquina, caso seja viável, são realizados os desenhos técnicos 2D e 3D para melhor visualização do projeto, além disso, todos os cálculos necessários para a elaboração do mesmo são realizados.

a2.jpg

          Não só isso, mas a partir da modelagem tridimensional pode-se realizar simulações computacionais em softwares afim de verificar e aprimorar os cálculos necessários para o projeto, além de obter maior entendimento de como seria o funcionamento da máquina no dia a dia dentro da indústria, com efeitos da temperatura, desgaste, entre outras interferências naturais ou mecânicas.

          Após a realização de todos esses passos, o dimensionamento mecânico está pronto, sendo assim possível a fabricação da máquina que melhor satisfaça o interesse da empresa, de maneira, segura, funcional e melhor ainda, inovadora.
Tendo o conceito de dimensionamento mecânico e o modo de sua realização em mente, vamos aos benefícios que tal serviço pode te proporcionar:

    • Otimização de um maquinário, melhorando assim sua velocidade de produção, reduzindo gastos e consequentemente aumentando seu lucro;

        • Normalização de um determinado maquinário para atender as exigências do mercado;
     • Possuir um produto exclusivo que te permite realizar um determinado serviço de forma mais rápida e eficiente;

        • Através do dimensionamento você pode encontrar uma solução para uma determinada necessidade de um nicho de mercado, revolucionando assim a forma como um determinado processo é feito;

          Imagine agora como seria gratificante transformar uma ideia que antes era apenas um esboço em sua cabeça em uma máquina não apenas moderna, mas também que traz lucro para sua empresa. Não perca essa oportunidade.

          Você tem uma ideia de um maquinário inovador para seu negócio mas não sabe como passar essa ideia pro papel ou mesmo se ela é viável? A INOVATECH – Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica pode te ajudar com isso. Através de diversos cálculos para que o produto exerça sua função de forma eficiente e com qualidade, nós fazemos modelagens em 2D e 3D, elaboradas com a utilização de softwares CAD para projeção virtual das peças. Com isso, o produto final tem a possibilidade de ser levado para a produção em massa e ser utilizado no mercado. Além disso, é importante ressaltar que as modelagens são feitas de acordo com as normas regulamentadoras.

Entre em contato conosco!

(44) 3011-3852

 

 

História das grandes marcas de sucesso

No início da revolução industrial com o começo da produção em massa de itens de consumo, as marcas surgiram para diferenciar os produtos de diferentes fabricantes para atrair a atenção dos clientes para uma nova gama de produtos que começava a surgir. Isto servia principalmente para testar quem não conhecia aquele produto que, muitas vezes vinha de longe e sua qualidade era igual ou até superior àquele que estava acostumado a comprar de um fornecedor local. Com o passar dos anos, as marcas se tornaram cada vez mais importantes, as indústrias começam a perceber que a marca em si já se tornava objeto de desejo dos consumidores, desenvolvendo relacionamentos muito menos racionais e mais emocionais com elas. Assim, embalagens diferenciadas, logotipos, slogans, anúncios e cartazes ganharam mais cores, e elementos criativos começam a surgir para atrair o público. Abaixo temos a história das grandes marcas da indústria mundial:

 

  • Bugatti

A marca Bugatti teve origem com o italiano Ettore Bugatti no início do século 20, o jovem milanês, filho do arquiteto e designer Carlo Bugatti, criou seu primeiro veículo motorizado aos 18 anos, e seu primeiro carro, o Type 2, ganhou um prêmio internacional em 1901.

Foi apenas em 1909 que Ettore fundou a Automobiles Ettore Bugatti, depois de uma pausa durante a Primeira Guerra Mundial, a empresa retomou as atividades com foco em carros de competição na década de 20 e, em 1925, os veículos da Bugatti já acumulavam a impressionante marca de 412 vitórias. Depois desses acontecimentos, várias reviravoltas aconteceram: Jean Bugatti (filho de Ettore Bugatti) morreu aos 30 anos de idade em um acidente automobilístico, a Segunda Guerra explodiu e o próprio Ettore faleceu em 1947.

A empresa entrou em declínio e fechou em 1956, sendo ressuscitada no fim da década de 80 por um empresário italiano responsável pela criação do Bugatti EB 110, um dos modelos mais icônicos da marca.

No entanto, a fase italiana da Bugatti durou pouco: em 1995 a “nova” empresa também faliu, 3 anos depois, a Volkswagen resolveu investir pesado para trazer a marca de volta. E em 2005, depois de muito dinheiro e tempo investidos, o Bugatti Veyron nasceu: ele foi batizado em homenagem a Pierre Veyron, um dos pilotos que venceu a competição de Le Mans em 1939, e foi o principal responsável pelo renascimento da Bugatti na era moderna, popularizando assim a marca novamente.

 

  • LEGO 

A Lego nasceu de uma das maiores crises já vividas pela Europa, Ole Kirk que era o dono de uma loja de artigos de madeira, na cidade de Billund onde criava e vendia móveis para as casas dos fazendeiros da região. Em 1929 a Grande Depressão trouxe um cenário difícil para o carpinteiro, já que ninguém mais podia gastar dinheiro com nada além do necessário, ele decidiu criar miniaturas de móveis e foi isso que o incentivou a produzir brinquedos.

O nome Lego é uma redução da frase “leg godt”, que, em dinamarquês, significa “brincar bem”. No início, era tudo de madeira: cofrinhos, carros, caminhões, casas. O negócio não era muito rentável, mas era melhor do que continuar vendendo móveis, que poucas pessoas podiam pagar naquele momento. Alguns agricultores da região, por vezes, ofereciam comida em troca dos brinquedos.

Quando a Segunda Guerra Mundial terminou, em meados da década de 40, o plástico chegou à Dinamarca, uma das primeiras medidas de Kirk foi comprar uma máquina de moldagem do novo material. Ele patenteou, então, as famosas peças de encaixar e assim construiu o seu legado através dessa simples ideia.

 

  • Activia

A trajetória da Activia começou em 1980 quando pesquisadores e cientistas da Danone deram início aos estudos sobre como criar um iogurte funcional. Depois de anos de estudos os cientistas do Vitapole, centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Danone, criaram um iogurte que além de ter todos os componentes dos produtos homônimos, ainda continha o microrganismo vivo(DanRegularis), o que melhora o trânsito intestinal em até 40%, quando consumido diariamente.

 

O lançamento começou na França em 1987 com o nome Bio. No começo o produto não teve grande sucesso, mas ao ser relançado em 1997 como ACTIVIA e com grande investimento de marketing, o produto alcançou sucesso mundial tornando-se o segundo na área da saúde intestinal e o primeiro no mercado europeu e norte-americano.

 

No Brasil, só contaria com Activia em 2004, mas ela logo se tornou a principal marca no setor. Percebendo que o consumo poderia ser bem aceito por outros públicos (o foco principal eram as mulheres) expandiu sua campanha para homens, idosos e crianças lançando produtos com versões light, com polpa ou pedaços de frutas e natural.

 

www.inovatechej.com

Fixo: (44) 3011-3852

WhatsApp: (44) 99916-6293

Sustentabilidade e Economia: amigas inseparáveis

     No atual cenário, tornou-se comum vermos sustentabilidade e economia juntas em uma frase, e nesse texto não será diferente. Se você acompanha as notícias do dia a dia, possivelmente já deve ter se deparado com algo envolvendo crises hídricas ou alguma manchete anunciando um aumento no valor da conta de luz e, sinto muito lhe dizer, mas essa é uma realidade cada vez mais presente. Por conta disso, muitas pessoas estão se preocupando mais com essas questões, resultando no tema do texto desta semana: Instalações sustentáveis.

  A possibilidade de criar um ambiente onde o desperdício de água e energia é reduzido exponencialmente, acaba se tornando uma ideia agradável tanto para os moradores quanto para os possíveis investidores do imóvel, uma vez que essa iniciativa ajuda na valorização do mesmo. Neste texto, iremos mostrar exemplos que podem parecer simples em tese, mas o resultado é efetivo e tem um impacto extremamente positivo para o meio ambiente.

INSTALAÇÕES SUSTENTÁVEIS PARA O USO DA ÁGUA

   Apesar de não ser um tema diretamente ligado com a carta de serviços da INOVATECH, não podemos deixar de comentar sobre o assunto, pois a cada dia se mostra mais necessário saber usar da melhor maneira nossos recursos hídricos.

  • Água da chuva:

   A chuva é um fator importante para o mundo, isso é inquestionável, afinal de contas a chuva é fonte de água e esta é indispensável para a vida. Mas como posso utiliza-la ao meu favor? Simples, usa-se o Sistema de Captação, no qual funciona com calhas que coletam a água que, por meio de tubulações é armazenada em um reservatório. Em seguida é filtrada pois pode ser acompanhada de objetos.

  • Poço Artesiano:

   Esta é uma estratégia já utilizada há anos, consiste em um grande buraco feito no solo que capta a água ao atingir o lençol aquífero, tudo isso é realizado sem a necessidade de aparelhos, apenas usando a pressão feita pela corrente d’água.

Vale ressaltar que ambas as estratégias para a reutilização da água são indicadas para fins não potáveis, uma vez que não há uma verdadeira filtragem da água utilizada.

INSTALAÇÕES SUSTENTÁVEIS PARA O USO DA ENERGIA ELÉTRICA

   Agora entrando no assunto que dominamos, vamos comentar sobre alguns exemplos de como você pode usar sua energia elétrica de maneira sustentável. Muitos já pensam na energia solar e as placas fotovoltaicas, mas antes de falarmos sobre essas grandes instalações, vamos conhecer algumas maneiras mais simples e menos conhecidas, o que acha?

  • Fios elétricos sustentáveis:

   Como sabemos, é necessário que os fios sejam envoltos em um material isolante, porém muitos dos materiais disponíveis têm um período de decomposição alto, beirando os 200 anos. Dito isso, foi criado um fio elétrico revestido de “polietileno verde”, sendo este um material biodegradável proveniente da cana-de-açúcar. Além de ter um impacto reduzido no meio ambiente, especialistas comprovaram que ele é 20% mais resistente do que os revestimentos utilizados hoje.

  • Placas solares dedicadas a chuveiros:

   Se você acompanha o blog, deve ter visto que as placas fotovoltaicas é a melhor opção para diminuir o consumo da energia, porém as vezes é necessário um alto investimento. Tendo em vista que grande parte do consumo elétrico em casas se origina do chuveiro, foram projetadas placas dedicadas para seu uso. Essa instalação acaba se tornando mais viável e mais barata, resultando também em uma grande economia de energia. Devido ao crescente uso da energia solar as pessoas já estão começando a comprar chuveiros híbridos, no qual caso a energia absorvida na placa seja insuficiente, aciona-se a energia elétrica.

  • Lâmpadas solares:

    São lâmpadas que recebem e armazenam a energia solar, sendo acionadas automaticamente à noite. Este tipo de equipamento não possui nenhum fio, sendo assim, é impossível de ser conectado à energia elétrica, evitando qualquer tipo de desvio de corrente.

    Agora sim, podemos falar das grandes instalações sustentáveis voltadas a energia solar. Como citamos durante o texto, as placas fotovoltaicas é uma das formas de instalação sustentáveis mais conhecidas, porém sua tecnologia ainda não está ao alcance de todos, pois sua instalação tem um custo mais elevado. O retorno de um sistema fotovoltaico é de longo prazo, sendo possível que todo o excesso de energia volte para a rede, gerando descontos na conta mensal.

   Não entraremos em todos os detalhes aqui, pois no nosso blog é possível encontrar um texto repleto de informações sobre esse tipo de instalação. Vimos que existem diversas maneiras de ter um ambiente sustentável e eficiente, reduzindo seu gasto com água e energia elétrica, ao mesmo tempo em que ajuda o meio ambiente. Além disso, podemos observar que a maneira mais conhecida de obter uma instalação sustentável é através da captação de energia solar por placas fotovoltaicas.

    Felizmente, ao se tratar desse assunto, a INOVATECH é especialista, quer saber mais sobre um painel fotovoltaico? Já pensou em instalar um, mas não tem ideia de quanto irá gastar? Faça já um orçamento gratuito conosco, temos uma equipe preparada para ajudá-lo!

O que é Logística?

    Com o desenvolvimento do capitalismo mundial, sobretudo a partir da Revolução Industrial, as empresas começaram a se perguntar: Como produzir em um tempo menor? Como fazer entregas mais rápidas? Como suprir adequadamente as necessidades dos meus clientes? Para sanar esses problemas, as grandes empresas acabaram por criar uma metodologia conhecida atualmente como logística.

      Logística é o conjunto de planejamento, operações e controle do fluxo de materiais, mercadorias, serviços e informações das empresas, integrando e racionalizando as funções sistêmicas desde a produção até a entrega, assegurando vantagens competitivas na cadeia de abastecimento e a consequente satisfação dos clientes.

     A logística tornou-se cada vez mais importante para as empresas num mercado competitivo. Isto ocorreu pois a quantidade de mercadorias produzidas e consumidas aumentou muito assim como o comércio mundial. Nos dias de hoje, com a globalização da economia e com os grandes avanços em todos os setores industriais e empresariais, os conhecimentos de logística são de fundamental importância para as empresas.

      Há três elementos essenciais para uma boa logística:

  • Investimento em comunicação eficiente para a sua equipe: quanto melhor a comunicação entre os membros da sua empresa, melhores são as chances de melhoria de desempenho e de fluidez da operação. Antes de implementar algum processo, consulte seus funcionários para verificar qual seria melhor forma de realizar determinado processo.

  • Um plano B: problemas sempre podem acontecer de forma inesperada, então certifique-se de ter alternativas e garantir os bons resultados para que esses entraves não prejudiquem no rendimento total de sua empresa.

  • Controle do processo: é preciso que você esteja bem inteirado de tudo. Meça resultados, entenda possíveis problemas e faça registro de seus parâmetros para acompanhá-los em seu cotidiano. Procure verificar os erros mais comuns de sua empresa, buscando soluções para otimizar o processo produtivo.

     Quando todos os produtos se tornam iguais, a empresa mais competitiva será aquela que conseguir ser mais eficiente e eficaz, se antecipando a prováveis problemas que possa vir a enfrentar, adaptando-se ao mercado e gerenciando de forma cada vez mais eficientes os processos dos trabalhos e utilização do maquinário para que assim eles sejam mais produtivos e duradouros.

     Atualmente, apesar da logística ser aplicada em várias empresas, muitas delas deixam de dispor desse tipo de planejamento para recorrer a métodos menos efetivos por acreditarem que esse processo não trará nenhum benefício a empresa devido ao tempo que é necessário para ser realizado. Porém, ao aplicar manutenções frequentes nos maquinários, analisar a eficiência energética de sua empresa e se adequar as normas reguladoras, as empresas tendem a somente a ganhar por possuírem uma base constante para realizar todos os seus processos aumentando assim sua eficiência total.

     Então, junte a sua equipe e comece agora mesmo a planejar a logística de sua empresa. E é sempre bom lembrar que o planejamento de manutenção preventiva, a consultoria em eficiência energética, regulação das normas regulamentadoras e outros serviços devem ser feitas somente por profissionais qualificados. A INOVATECH conta com uma equipe especializada no assunto, clique aqui e fique por dentro dos nossos serviços e faça um orçamento gratuito.

Infográfico iPhone


      No dia 29 de junho de 2007 foi lançado a primeira geração do iPhone (também chamado de iPhone Original e iPhone 2G). É a primeira geração da linha de smartphones desenvolvido e comercializado pela Apple, empresa que teve como último lançamento o iPhone X em 2017.

      O infográfico a seguir compara a primeira e última geração de iPhones, no qual é notável o desenvolvimento de cada componente nesses 10 anos últimos anos, pode-se perceber também em outras tecnologias atuais.

Como reduzir o valor da fatura de energia elétrica

      A Eficiência Energética consiste na redução da energia utilizada para a realização de um mesmo serviço ou atividade, sem qualquer prejuízo. Por exemplo, é possível ter a mesma claridade em uma sala substituindo uma lâmpada incandescente por uma lâmpada de LED com mesma luminosidade e que consome menor quantidade de energia. Melhorar a eficiência energética de um processo provoca a redução no consumo da energia primária necessária para produzir um determinado serviço. Segundo a PROCEL (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica) o uso de equipamentos mais eficientes e instalações elétricas dimensionadas gera uma economia de até 8,8% no consumo de energia elétrica. Basicamente, as principais práticas envolvem o combate ao desperdício de energia procurando conhecer onde, como e quanto de energia é utilizado, como estão as condições dos equipamentos e onde se encontram os desperdícios de energia, buscando o aproveitamento da energia “perdida” nos processos de conversão. Um dos índices que nos ajudam a medir nossa eficiência energética é o Fator de Potência.

      O Fator de Potência (FP) é um coeficiente que está entre 0 e 1 e que indica o quão eficiente é o consumo de energia elétrica por um equipamento ou sistema. Quanto mais próximo de 1, melhor é o aproveitamento energético do equipamento, e quanto mais baixo for este número, menor a eficiência ou rendimento do equipamento. Para entendermos melhor esse conceito, precisamos saber um pouco mais sobre a potência de um equipamento elétrico, que pode ser descrita em 3 partes:

Potência Reativa: é a potência que é armazenada e retorna para fonte sem realizar trabalho útil;

Potência Ativa: é a potência que realiza trabalho útil em um processo ou equipamento, ou seja, é de fato utilizada na conversão de energia elétrica em mecânica, térmica, etc.;

Potência Aparente: é a potência que se mede com os medidores convencionais e é a soma vetorial das outras duas potências;

      Uma analogia bastante utilizada para exemplificar essas 3 potências é de um copo de chopp. Pode-se dizer que a Potência Aparente é a altura inteira do copo. A Potência Reativa é a espuma que ocupa espaço no copo, mas não mata a sede. A Potência Ativa é o líquido, que é o mais importante e mata a sede, como mostra a imagem a seguir:

      O Fator de Potência é a razão entre a Potência Ativa e a Potência Aparente. Segundo a Legislação Brasileira o FP mínimo permitido para as contas de energia é de 0,92. Abaixo deste valor a concessionária deve cobrar multa na fatura de energia seguindo o modelo a seguir:

      Consequentemente, quanto menor o FP, maior vai ser a multa gerada. As principais causas do baixo Fator de Potência são lâmpadas fluorescentes, transformadores sem ou com baixa carga e motores de indução (motores mais usados na indústria). Quando cargas indutivas, como em um motor elétrico, são acionadas com alimentação por corrente alternada, ocorre um fenômeno de defasagem entre as ondas da corrente e da tensão, causando o surgimento da Potência Reativa. Isso não quer dizer que o motor seja ruim, mas é uma característica de equipamentos que trabalham por indução eletromagnética. A forma de compensar esse baixo Fator de Potência é a instalação de bancos de capacitores em paralelo na entrada de energia ou no próprio equipamento com carga indutiva. Esses bancos introduzem na instalação uma carga capacitiva, com efeito contrário da carga indutiva. Isso compensa o baixo Fator de Potência e ajusta o valor para mais próximo de 1.

Quando o valor do Fator de Potência é corrigido, diversos benefícios podem ser percebidos:

  • 1) Redução dos valores da fatura de energia elétrica;

  •  
  • 2) Aumento da eficiência energética da empresa;
  •  
  • 3) Aumento da vida útil dos equipamentos e das instalações;

  •  
  • 4) Redução das perdas de energia elétrica por aquecimentos nos condutores;
  •  
  • 5) Aumento da capacidade dos equipamentos de manobra;
  •  
  • 6) Melhoria da tensão;
  •  
  • 7) Redução da Potência Reativa.
  •  

      É sempre válido lembrar que a consultoria em Eficiência Energética e a correção do Fator de Potência devem ser feitas somente por profissionais qualificados. A INOVATECH Empresa Júnior conta com uma equipe especializada no assunto, clique aqui e agende uma visita agora!