Categorias
Engenharia Mecânica Sem categoria

Demonstração: Como funciona o simulador de capotamento da INOVATECH

Demonstração: Como funciona o simulador de capotamento da INOVATECH

imagem simulador de capotamento

O simulador de capotamento tem como objetivo conscientizar as pessoas das suas ações no trânsito, para que então elas possam dirigir de modo responsável e tornar o trânsito mais seguro. Mas como funciona esse simulador? É seguro? Para responder essas perguntas e muitas outras, nós iremos demonstrar o funcionamento do simulador de capotamento da INOVATECH:

Inicialmente, o simulador é ligado a partir de um disjuntor em um painel para manusear a máquina. Além do disjuntor, o painel também possui um botão de segurança para situações de emergência aonde seja necessário o desligamento do simulador. Assim, a segurança é garantida para qualquer acontecimento inesperado que possa ocorrer durante o seu uso, priorizando acima de tudo o bem estar de todos. 

Ao ligar o simulador de capotamento através do disjuntor, um sistema chamado motorredutor responsável por fornecer movimento rotativo com elevado valor de torque é acionado. Por meio de correntes, esse torque é transmitido para o eixo principal que sustenta o carro utilizado para o simulador de capotamento. O motor então faz esse eixo girar no movimento característico de um capotamento. Embora alguns termos possam ser desconhecidos por alguns, o funcionamento geral da máquina é simples e intuitiva. 

O sistema elétrico do simulador também segue a estrutura simples e efetiva que o restante dos componentes. Voltado apenas para o processo de ligar e desligar da máquina, o sistema elétrico é diminuto e coerente, composto apenas de inversores, disjuntores, chaves entre outros. Essa estruturação mais direta permite que o simulador de capotamento possua preços mais acessíveis para todos.

Um projeto bastante conhecido que a INOVATECH já fez nesse seguimento foi o case com a SEMOB Maringá, com o intuito de auxiliar na conscientização sobre os acidentes de trânsito e suas consequências. Através dessa parceria, o simulador foi apresentado na ExpoIngá de 2018 e teve alta popularidade entre os visitantes. Além de cumprir com seu objetivo de tornar mais público esse grande problema que é o perigo no trânsito, o simulador de capotamento trouxe a experiência de forma segura e informativa para aqueles que tiveram interesse em sentir a sensação de capotamento. 

Caso esteja interessado em um simulador de capotamento, entre em contato conosco! A INOVATECH possui amplo conhecimento e experiência para oferecer o melhor projeto possível para você. Para mais informações sobre simuladores de capotamento, visite nossa página especializada no assunto!

3-golden-50-ANOS

Copyright © 2019 – Todos os direitos reservados.

A INOVATECH – Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica é uma empresa sem fins lucrativos, que oferece soluções buscando fomentar o empreendedorismo no Brasil. Todo o valor ganho é revertido em investimentos na formação e capacitação profissional dos nossos membros e alunos da UEM.

CNPJ: 11.729.170/0001-28

Entre em contato!

Categorias
Engenharia Mecânica Sem categoria

5 passos para tornar o trânsito mais seguro

5 passos para tornar o trânsito mais seguro

imagem trânsito seguro

Com uma média anual de 30.000 óbitos causados por acidentes de trânsito, nosso país não é exatamente o mais seguro para andar de carro ou atravessar a rua. Desde pequenos arranhões até fraturas graves, traumas e morte, o trânsito brasileiro pode causar danos irreparáveis e, portanto, precisa que as pessoas colaborem para tornar o trânsito mais seguro. Aqui estão 5 passos que podem ajudar nisso:

1 Passo: Fazer revisões periódicas do seu veículo

Antes mesmo de ir as ruas com seu carro, é de extrema importância que ele esteja em perfeitas condições para não causar nenhum acidente. Já imaginou se o freio decide parar de funcionar enquanto você está dirigindo? Você não estaria apenas se pondo em perigo; as pessoas ao seu redor poderiam facilmente se machucar devido a um descuido seu por não fazer manutenção preventiva do seu veículo. Por isso, recomenda-se fazer revisões do seu carro ou moto com frequência para que acidentes assim possam ser evitados.

2 Passo: Não dirigir embriagado

Além de resultar em multas altíssimas, as chances de causar um acidente enquanto embriagado são muito grandes. O efeito do álcool no cérebro é tão potente que muitas vezes resulta em visão borrada e tempo de resposta retardado, tornando o ato de dirigir com segurança mais difícil. 

3 Passo: Evitar uso do celular ao dirigir

Assim como dirigir embriagado, o uso do celular ao dirigir também resulta em multa. A multa foi criada devido a redução significativa do foco do motorista quando está mexendo no celular enquanto dirige, o que faz com que esteja mais suscetível a cometer erros simples no trânsito que podem causar acidentes gravíssimos. Portanto, caso seja extremamente necessário o uso do celular, recomenda-se que o motorista primeiro estacione o veículo para então utilizar-se do celular.

4 Passo: Respeitar sinalização e limites de velocidade

 Muitos acidentes acontecem graças a infração dos limites de velocidade e da sinalização, uma vez que não são vistos como erros graves pela população. Por causa dessa falta de seriedade com relação a esses delitos, a infração da sinalização e dos limites de velocidade são os mais difíceis de corrigir e, como resultado, são os maiores causadores dos acidentes de trânsito no Brasil. 

5 Passo: Conscientizar as pessoas

Mesmo sabendo que suas ações podem causar acidentes gravíssimos, muitas pessoas escolhem continuar cometendo os mesmos erros no trânsito. Por isso, a conscientização da população é essencial para tornar os passos vistos anteriormente mais efetivos. Um dos melhores métodos de conscientizar as pessoas é mostrando as consequências de seus atos de “primeira mão”, ou seja, passando pela experiência elas mesmas. Para isso, muitos eventos municipais trazem simuladores de capotamento para que a experiência seja a mais realista possível. Desse modo, ao passar pela experiência de capotamento, a pessoa vai querer evitar que isso realmente aconteça com ela no futuro.

Seguindo esses passos e ajudando a conscientizar as pessoas, você poderá tornar o trânsito mais seguro. Lembrando que até mesmo uma única pessoa pode fazer a diferença quando se trata da segurança das pessoas!

Quer ajudar a conscientizar seu município? A INOVATECH tem uma página só sobre os nossos simuladores de capotamento caso queira mais informações. Se estiver interessado no serviço, entre em contato!

3-golden-50-ANOS

Copyright © 2019 – Todos os direitos reservados.

A INOVATECH – Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica é uma empresa sem fins lucrativos, que oferece soluções buscando fomentar o empreendedorismo no Brasil. Todo o valor ganho é revertido em investimentos na formação e capacitação profissional dos nossos membros e alunos da UEM.

CNPJ: 11.729.170/0001-28

Entre em contato!

Categorias
Engenharia Mecânica Sem categoria

Por que o trânsito no Brasil é tão perigoso?

Por que o trânsito no Brasil é tão perigoso?

imagem acidente de trânsito

Os avanços tecnológicos que vivenciamos nas últimas décadas trouxeram imensas vantagens que facilitam nossas atividades do dia a dia. No entanto, um grande problema que a invenção dos veículos trouxe foi os acidentes de trânsito: devido a imprudência de muitos motoristas, andar de carro, moto ou qualquer outro veículo se tornou uma atividade bastante perigosa. 

As consequências dos acidentes de trânsito não se limitam apenas a carros amassados e seguros para cobrir o prejuízo, mas envolve também danos permanentes como trauma, lesões cerebrais, perda de partes do corpo e até a morte. Além disso, a dor emocional dos entes queridos das vítimas dos acidentes não pode ser aliviada com um pagamento dado pelos seguros, uma vez que a saúde e o bem estar mental e físico de uma pessoa não têm preço. E, infelizmente, uma vez que o acidente ocorreu, os danos causados não podem ser revertidos. 

A média de mortes causadas por acidentes de trânsito chega a 30.000 por ano no Brasil, muitos deles causando não só imensa dor para as famílias das vítimas mas também danos em estruturas públicas, o que acarreta em grandes gastos para o Estado e repercute na nossa economia. O dinheiro que poderia ser investido em hospitais, escolas, organizações beneficentes e muito mais acaba sendo gasto para reparar esses estragos que poderiam ser facilmente evitados com uma melhor conscientização das responsabilidades no trânsito. 

Tendo em vista os perigos do trânsito no Brasil e a necessidade, mais do que nunca, de amenizar esses acidentes, é de extrema importância salientar a educação no trânsito para todos, uma vez que cidadãos conscientizados têm menor probabilidade de cometer erros ao dirigir que possam causar uma futura tragédia. Um bom método para mostrar os perigos que um acidente pode causar é um simulador de capotamento. Assim, ao experimentar em primeira mão a sensação de capotamento, as pessoas vão querer evitar ao máximo que isso realmente ocorra com elas no futuro.

Caso esteja interessado em investir em um Brasil com trânsito mais seguro, veja também nossos simuladores de capotamento para mais informações! 

3-golden-50-ANOS

Copyright © 2019 – Todos os direitos reservados.

A INOVATECH – Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica é uma empresa sem fins lucrativos, que oferece soluções buscando fomentar o empreendedorismo no Brasil. Todo o valor ganho é revertido em investimentos na formação e capacitação profissional dos nossos membros e alunos da UEM.

CNPJ: 11.729.170/0001-28

Entre em contato!

Categorias
Desenvolvimento de Produto Engenharia Mecânica Inovação

Como a INOVATECH Realiza Dimensionamento 3D

Como a INOVATECH realiza dimensionamento 3D

Como a INOVATECH Realiza Dimensionamento 3D

     Com certeza você já ouviu falar sobre dimensionamento mecânico, o processo de estruturar, formalizar e materializar a ideia de uma máquina. Certamente um trabalho que não é simples, mas mesmo assim engenheiros e inventores ao longo da história criaram as mais diversas máquinas, algumas foram projetadas e funcionaram tão bem que as usamos até hoje. Para a nossa sorte, atualmente não precisamos desenhar as peças e fazer todas as contas no papel. Na atualidade os engenheiros têm a sua disposição diversos softwares de desenho e modelagem 3D que, além de agilizar o trabalho, permite que sejam feitas simulações estruturais para garantir a segurança e o bom funcionamento da máquina.

     Na INOVATECH, como em qualquer empresa de engenharia, prezamos pela segurança e qualidade de seus projetos, assim como a satisfação do cliente. Algumas das ações que tomamos para garantir essas prioridades são o desenho e a simulação das máquinas e equipamentos em 3D. Venha ver como funciona esse processo!

Antes de Desenhar

     Na INOVATECH, nós não partimos direto para o desenho e simulação assim que começamos um projeto. Antes de qualquer coisa é importantíssimo conversar com o cliente para entender exatamente o que ele quer e coletar os parâmetros iniciais do projeto. Nós não queremos projetar algo que o cliente não quer. Por isso também, a comunicação entre a equipe e o cliente deve ser constante ao longo do projeto. Coisas podem mudar e podem surgir imprevistos, por isso é importante estar sempre em contato com o cliente. Comunicação é chave.

Começando pelo Esboço

     Então agora nós já conversamos com o cliente e sabemos que tipo de máquina ele quer. O próximo passo é definir os mecanismos principais e a forma geral do equipamento, isso nós chamamos de esboço. Quando se desenvolve um esboço, a intenção é começar a dar forma à máquina. A intenção é mostrar o formato e dimensão das principais peças e como elas são posicionadas uma em relação a outra. O esboço não é e nem deve ser definitivo, detalhes serão mudados, acrescentados e retirados ao longo do processo de dimensionamento.

Simulação e Aperfeiçoamento

     Depois de ter o esboço inicial pronto, é hora de fazer as contas. É nesse momento que escolhemos os materiais e fazemos os cálculos e as simulações estruturais para determinar e visualizar as forças que o equipamento precisa suportar enquanto estiver em operação. É aqui que as simulações se tornam úteis, pois nos permitem ver exatamente os pontos de tensão e também possíveis falhas na estrutura. Dependendo dos resultados das simulações podemos alterar o esboço da máquina para que se torne segura e eficiente.

Desenho Definitivo e Passando pro 2D

     Com os dados dos cálculos e das simulações, podemos por fim fazer o desenho em 3D definitivo do produto. Esse desenho definitivo indica todas as peças (incluindo porcas, parafusos e arruelas) e como são posicionadas e fixadas, bem como os materiais a serem usados em cada componente. Depois de concluir o modelo 3D definitivo do equipamento, nós criamos desenhos em 2D detalhados de cada peça da máquina, incluindo todas as medidas, dimensões e informações necessárias para finalmente começar a fabricação.

     Todo o processo de dimensionamento de qualquer máquina na INOVATECH é orientado e supervisionado por mestres e doutores engenheiros da Universidade Estadual de Maringá, garantindo um alto grau de qualidade e segurança em todos os equipamentos que projetamos. Se você tem uma ideia e quer torná-la realidade, marque hoje uma reunião conosco e vamos conversar sobre como a sua ideia pode sair do papel!

 

3-golden-50-ANOS

Copyright © 2019 – Todos os direitos reservados.

A INOVATECH – Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica é uma empresa sem fins lucrativos, que oferece soluções buscando fomentar o empreendedorismo no Brasil. Todo o valor ganho é revertido em investimentos na formação e capacitação profissional dos nossos membros e alunos da UEM.

CNPJ: 11.729.170/0001-28

Entre em contato!

Categorias
Engenharia Mecânica

A importância do desenho técnico e otimização da produção

A importância do desenho técnico e otimização da produção

A importância do desenho técnico e otimização da produção

     Você sabe a importância do desenho técnico na otimização da produção?  Para todos que possuem uma produção de um determinado produto, provavelmente, devem ter se perguntado ao menos uma vez: como posso otimizar minha produção? Nossas rotinas tendem a ficar cada vez mais aceleradas, onde o tempo é dinheiro e nós sempre buscamos maneiras de ganhar tempo. Ok, mas o que o desenho técnico tem a ver com isso tudo? E se eu te responder que tem tudo a ver, você acreditaria em mim?

     Muitas pessoas tendem a negligenciar o desenho técnico, porém isso só acontece porque elas não sabem a real importância que ele tem para a sua empresa. Por isso, nós, da INOVATECH – Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica, vamos apresentar nesse texto diversos pontos que irão mudar sua visão sobre a relação dos desenhos técnicos e sua produção.

Padronização

     Vamos começar com um dos benefícios mais conhecidos do desenho técnico, a padronização do seu produto. Vamos imaginar o seguinte o cenário: você está com uma alta demanda de seus produtos, porém seu cliente pediu para que todos fossem padronizados, mas você e seus colaboradores não seguem um padrão, o que fazer? É realmente uma situação delicada, mas a elaboração de um desenho técnico é um processo detalhado, onde todos os padrões normativos são seguidos, ou seja, qualquer um com conhecimento nessas normas poderá reproduzir esses desenhos seguindo a descrição e especificação, portanto, se feito da maneira certa, o desenho técnico garante que o produto saia da maneira que você planejou.

Viabilidade de uma ideia

     Todos temos ideias de produtos novos, peças diferentes para inovar no mercado, porém, nunca sabemos se elas serão possíveis de ser colocadas em prática, isso é muito frustrante, não é? Outro benefício do desenho técnico é que, através dele, podemos visualizar nossa ideia antes mesmo da fabricação, pois através de um projeto, podemos saber qual material será usado, a quantidade, as dimensões, resistência necessária, até mesmo como ele seria usado depois, facilitando demais na hora de tirar realmente do papel.

Otimização do tempo e fabricação

     Um detalhe muito importante, que já foi mencionado no texto, é a busca por uma economia de tempo e gastos durante a fabricação, certo? Hoje em dia, fazemos tudo para otimizar nossos processos e é aí que entra o desenho técnico, porque cada vez que precisar fabricar suas peças, você necessitará de menos tempo, pois com o desenho em mãos, você pensará menos em detalhes pequenos. Além disso, Isso ajudará também a manter a qualidade de seu produto, uma vez que diminui exponencialmente a chance de peças defeituosas, pois sempre seguirá um padrão na hora de fabricar.

Manutenção fácil e sem dor de cabeça

     Assim como o desenho ajuda no processo de fabricação, ele automaticamente será útil na hora de identificar possíveis pontos para a manutenção, pois ele funciona como um esqueleto do seu produto, então você verá com precisão cada parte e poderá facilitar na hora de resolver algum futuro problema.

      Como vocês puderam ver, existem diversos benefícios do desenho técnico para sua empresa, nos quais melhorariam muito seus processos de fabricação e facilitariam tanto a sua quanto a vida de seus colaboradores. Para sua sorte e comodidade, nós, da INOVATECH, temos uma equipe especializada em desenhos 2D e 3D, onde podemos ajuda-lo no desenvolvimento de um novo produto, na padronização de um produto já existente ou até mesmo apenas um desenho para você tem uma análise completa de seu maquinário. Tempo é algo valioso hoje em dia, não o perca mais! Entre em contato com a gente!

3-golden-50-ANOS

Copyright © 2019 – Todos os direitos reservados.

A INOVATECH – Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica é uma empresa sem fins lucrativos, que oferece soluções buscando fomentar o empreendedorismo no Brasil. Todo o valor ganho é revertido em investimentos na formação e capacitação profissional dos nossos membros e alunos da UEM.

CNPJ: 11.729.170/0001-28

Entre em contato!

Categorias
Desenvolvimento de Produto Engenharia Mecânica Normas Regulamentadoras

5 Dicas para Dimensionar Máquinas do Jeito Certo

5 Dicas para Dimensionar Máquinas do Jeito Certo

5 Dicas para Dimensionar Máquinas do Jeito Certo

       O objetivo de um projeto de dimensionamento mecânico é concretizar uma ideia ou solução através da criação de uma máquina. Mas para dimensionar uma máquina não basta apenas “fazer as contas” e entregar o projeto, se fosse assim qualquer computador faria isso e não precisaríamos mais de engenheiros. Pensando nisso, nós da INOVATECH Empresa Júnior trouxemos algumas dicas para você que quer saber como dimensionar máquinas do jeito certo e não ser substituído por robôs.

1ª Dica: É essencial que o cliente participe de todo o desenvolvimento do projeto

     Ao longo do projeto podem acontecer imprevistos ou algumas coisas simplesmente precisam ser mudadas, por isso é extremamente importante que o cliente seja atualizado com frequência com relação ao projeto, e que a equipe de execução esteja sempre atenta ao seu feedback. O objetivo é trabalhar junto com o cliente para poder concretizar a sua ideia da melhor maneira possível.

2ª Dica: Simulação é uma ferramenta muito útil

     Quando se dimensiona máquinas grandes ou que precisam suportar grandes tensões, sempre é adequado simular a estrutura da máquina. Através da simulação é possível visualizar e entender melhor as diferentes forças que atuam nessa estrutura, bem como possíveis pontos de falha ou fratura. É importante garantir não só a segurança de quem trabalha com a máquina, mas também o seu bom funcionamento.

3ª Dica: Organização e comunicação são chave

     É muito comum a INOVATECH apontar mais de um executor para qualquer projeto de dimensionamento, desse modo, organizar e distribuir de maneira eficiente as atividades entre os envolvidos poupa tempo, e facilita muito na hora de dimensionar uma máquina ou equipamento. A comunicação efetiva entre os executores, e também entre a equipe de execução e o cliente, é de alta relevância quando se quer desenvolver e entregar um projeto de qualidade, organizado, e sem desperdiçar tempo.

4ª Dica: Use peças e materiais disponíveis no mercado

     Na hora de dimensionar as suas máquinas, usar peças padronizadas que são facilmente encontradas e disponíveis no mercado não só facilita na hora de projetar a máquina em si, mas principalmente na hora da fabricação. Nós na INOVATECH acompanhamos a fabricação de algumas máquinas que projetamos, e usar peças padronizadas economiza tempo e dinheiro.

5ª Dica: Tenha sempre as Normas Regulamentadoras em mente

     Ao dimensionar uma máquina não podemos nos preocupar apenas com a sua produtividade, devemos também nos preocupar com a segurança dos que operam a máquina e também daqueles que trabalham próximos a ela. Nós da INOVATECH também trabalhamos com projetos de adaptação de máquinas, modificamos os equipamentos para deixá-los de acordo com as normas de segurança, o que torna o ambiente de trabalho mais produtivo e seguro para todos.

     Se você tem uma ideia e quer criar a sua própria máquina, venha e marque uma reunião conosco na INOVATECH e veja você mesmo todas essas dicas em ação!

3-golden-50-ANOS

Copyright © 2019 – Todos os direitos reservados.

A INOVATECH – Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica é uma empresa sem fins lucrativos, que oferece soluções buscando fomentar o empreendedorismo no Brasil. Todo o valor ganho é revertido em investimentos na formação e capacitação profissional dos nossos membros e alunos da UEM.

CNPJ: 11.729.170/0001-28

Entre em contato!

Categorias
Desenvolvimento de Produto Engenharia Mecânica Inovação

Desenvolvimento de Produto: como utilizar o Design Thinking

Desenvolvimento de Produto: como utilizar o Design Thinking

design thinking

          O Design Thinking é uma forma de abordagem que permite solucionar problemas, desenvolver produtos e criar projetos, a partir de um processo criativo e de uma estruturação de ideias. Utilizado em diversas áreas, tem sido uma ferramenta de inovação e otimização. Para o desenvolvimento de produtos, sua aplicação pode ser muito eficiente e trazer resultados surpreendentes.

        Como aplicá-lo no desenvolvimento de produtos?

          As possibilidades no momento da criação de um produto são inúmeras, para isso, o Design Thinking é ideal para separar as boas ideias e organizá-las. Esse processo não tem um modelo único a ser seguido, o que torna essa metodologia muito eficaz já que proporciona uma liberdade na hora de conduzir as fases da execução conforme a necessidade de cada situação. Apresentaremos algumas divisões de etapas que podem te ajudar nesse tipo de abordagem:

  • Imersão

          Essa etapa envolve o reconhecimento e a análise do cenário a qual está inserido, para entender melhor as dificuldades, as oportunidades e os limites existentes. Colete informações, faça pesquisas e busque referências. A coleta de todos os dados existentes será muito útil para a próxima etapa.

  • Ideação

Analisando os pontos identificados anteriormente, utilize como base os dados relevantes e importantes para o projeto, então reúna o máximo de ideias a partir deles. Ao realizar esse processo de forma coletiva e colaborativa, obtém-se visões de perspectivas diferentes, ampliando as chances de surgirem boas propostas.

  • Prototipagem

          Depois de juntar as ideias, é necessário selecionar as que fazem mais sentido para o projeto e que terão mais chances de sucesso, também é importante analisar sua viabilidade técnica. Não deixe de gerar novas ideias ao longo dessa etapa de não descarte as ideias não selecionadas, elas podem ser amadurecidas e se tornarem úteis numa fase futura. Crie protótipos com base nas ideias mais bem avaliadas e esteja aberto a mudanças.

  • Teste

           Ao tirar sua ideia do papel, é fundamental realizar testes e listar todos os problemas observados durante o processo. A partir disso, propõe-se soluções a fim de aprimorar ou implementar o que for necessário para que, assim, se obtenha o produto final a ser colocado no mercado.

       Dessa forma, a aplicação do Design Thinking pode gerar melhores resultados, sendo essencial para o desenvolvimento de produtos inovadores, além de trazer maior organização e otimização dos processos. Se quiser saber mais, confira nosso Guia Definitivo para Tirar sua Ideia do Papel.

Ficou com vontade de tirar a sua ideia do papel? Agende já uma reunião conosco!

3-golden-50-ANOS

Copyright © 2019 – Todos os direitos reservados.

A INOVATECH – Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica é uma empresa sem fins lucrativos, que oferece soluções buscando fomentar o empreendedorismo no Brasil. Todo o valor ganho é revertido em investimentos na formação e capacitação profissional dos nossos membros e alunos da UEM.

CNPJ: 11.729.170/0001-28

Entre em contato!

Categorias
Desenvolvimento de Produto Engenharia Mecânica Inovação

Como produzir suas ideias

Como produzir suas ideias

ideia

          Ideia. O que é ideia? De onde vem a ideia? Como produzir suas ideias? Aposto que você mesmo já se perguntou sobre isso, e tentou encontrar uma resposta. Essa é uma pergunta que vem sendo questionada desde os tempos da Grécia Antiga, mas, enquanto ainda não temos uma resposta concreta, vamos utilizar a definição mais simples do dicionário Michaelis, como sendo um “Objeto imediato do pensamento, conceito ou noção que temos sobre algo, que pode ser concreto ou abstrato”.

          E o que é necessário para produzirmos essas ideias? Só criatividade basta? Na verdade, não, quanto mais informações e referências nós temos mais fácil será este processo. Normalmente as boas ideias são só aplicações de conceitos funcionais em outros ambientes. Sendo assim, quanto mais você estuda, lê e absorve conhecimento, mais chances de você ter boas ideias.

          Além disso, já parou para pensar se a sua ideia soluciona algum problema do mundo? Do seu bairro? Da sua empresa? Já pensou que ela poderia se torna algo lucrativo? Não tenha medo de compartilhar suas ideias e receber feedback das pessoas, o erro é uma parte importante do processo, nós vemos problemas e soluções de formas diferentes, sendo assim compartilhe para que você possa sempre melhorar. Adapte e transforme suas ideias, tente sempre construir algo melhor, pense em formas diferentes de solucionar o problema, de melhorar o produto, para que você chegue no melhor resultado possível.

          E agora? Depois de já ter idealizado, o que é necessário fazer? Para tirar essa ideia da cabeça, existem diversos métodos, e cabe à você encontrar o mais conveniente. É possível em um simples pedaço de papel rabiscar suas ideias, elaborar um mapa mental, desenhar, escrever em um documento… anote tudo! Trace um objetivo para colocar a ideia em pratica, e comece com pequenos passos, defina metas e procure parceiros para executar sua ideia, saiba que pode contar sempre com a INOVATECH para colocar suas ideias em prática, acesse nossa carta de serviços e encontre como melhor podemos atendê-lo.

          A partir dessas etapas, você estará apto a fazer com que sua ideia ajude outras pessoas pelo mundo. Ao levar o que antes era uma ideia, para o mercado, você pode tornar isso em lucro e possibilitar que mais pessoas, empresas, organizações e instituições solucionem problemas e melhorem o ambiente que estão, agora que você já está por dentro de como produzir suas ideias venha acompanhar mais conteúdos sobre esse tema com a gente!

          Gostou? Que tal tirar a sua ideia do papel? Podemos te ajudar com nossos serviços, entre em contato conosco!

3-golden-50-ANOS

Copyright © 2019 – Todos os direitos reservados.

A INOVATECH – Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica é uma empresa sem fins lucrativos, que oferece soluções buscando fomentar o empreendedorismo no Brasil. Todo o valor ganho é revertido em investimentos na formação e capacitação profissional dos nossos membros e alunos da UEM.

CNPJ: 11.729.170/0001-28

Entre em contato!

Categorias
Desenvolvimento de Produto Engenharia Elétrica Engenharia Mecânica Sem categoria

Demonstração: como funciona o dimensionamento mecânico

Demonstração: Como funciona o Dimensionamento Mecânico

Imagem desenvolvimento de produtos

          Demonstração: Como funciona o Dimensionamento/Desenvolvimento de máquina/Desenvolvimento de produtos

          O projeto de dimensionamento mecânico visa entregar uma solução personalizada às solicitações do cliente e pode partir tanto de uma ideia de um novo produto, quanto da necessidade de adaptação de uma máquina para a otimização da produção do cliente. Para garantir que a solução final seja eficiente e com ótimo custo-benefício e necessário que a equipe mantenha o cliente bem informado sobre o andamento e as decisões tomadas durante o desenvolvimento de produtos. Iremos demonstrar como uma máquina pode ser desenvolvida a partir de uma ideia. Para que essa ideia possa sair do papel é necessário que o projeto passe pelas seguintes fases:

          1ª fase: Solicitações do cliente

          Antes mesmo de fechar um negócio, a equipe deve analisar se as solicitações do cliente podem ser atingidas com a realização de um dimensionamento mecânico. Algumas das solicitações mais comuns são máquinas com adaptações que evitem desperdícios excessivos, de tamanhos personalizados ou de um produto inovador.

          2ª fase: Desenvolvimento da ideia

          No início do projeto a equipe de engenharia realiza pesquisas e discute ideias para definir a direção do projeto. O cliente recebe repasses constantes e pode escolher incluído nas decisões e dessa forma a equipe garante que as solicitações do cliente sejam atingidas.

          3ª fase: Dimensionamento

          Definida a forma geral da máquina ou produto a ser desenvolvido, os cálculos mecânicos começam e para essa fase comunicação com o cliente é ainda mais importante. A equipe de engenharia necessitará de dados para o dimensionamento dos componentes e irá realizar perguntas para coletar as informações necessárias para pode calcular propriedades como a tração, vibrações, fadiga, ruptura. As perguntas são feitas de forma objetiva e de fácil entendimento, alguns exemplos são: Quanto peso o mecanismo irá levantar? O produto estará sujeito a quedas ou vibrações? A máquina precisa ser desmontável em algum lugar? Entre outras.

          4ª fase: Entrega do projeto e fabricação

          O cliente recebe todas as informações e arquivos necessários para tirar a ideia do papel e ter as suas solicitações atendidas. Durante o desenvolvimento de produtos os componentes são calculados levando em conta a disponibilidade no mercado e o custo, para entregar uma solução eficaz e com ótimo custo benefício. A vantagem dessa visão durante o desenvolvimento do projeto é que na entrega o cliente pode escolher fabricar através de parceiros ou executar o projeto por conta própria. A INOVATECH preza pelo resultado final, o cliente que escolhe desenvolver o seu projeto conosco, tem o acompanhamento da fabricação por parte da equipe de engenharia, dessa forma garantimos que a fabricação seja executada conforme o projeto e, caso necessário, sejam feitas modificações para facilitar a fabricação e deixar de acordo com a solicitação do cliente.

          Com mais de 13 anos de mercado, a INOVATECH preza pela comunicação com o cliente para o manter informado sobre o andamento do projeto e eventuais modificações. Dessa forma, garantimos tirar uma ideia do papel através de um Dimensionamento mecânico personalizado.

3-golden-50-ANOS

Copyright © 2019 – Todos os direitos reservados.

A INOVATECH – Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica é uma empresa sem fins lucrativos, que oferece soluções buscando fomentar o empreendedorismo no Brasil. Todo o valor ganho é revertido em investimentos na formação e capacitação profissional dos nossos membros e alunos da UEM.

CNPJ: 11.729.170/0001-28

Entre em contato!

Categorias
Desenvolvimento de Produto Engenharia Elétrica Engenharia Mecânica Sem categoria

O que eu gostaria de saber sobre padronização de peças, e ninguém nunca me falou?

O que eu gostaria de saber sobre padronização de peças, e ninguém nunca me falou?

Design sem nome

          O que eu gostaria de saber sobre padronização de peças, e ninguém nunca me falou?

          Você já ouviu falar da padronização de peças? Sabe as vantagens que isso pode trazer pra sua empresa ou como fazer a padronização? Dê uma conferida em tudo que você precisa saber para entender sobre o assunto!

          O que é a padronização de uma peça? (e suas vantagens)

          A padronização de uma peça se dá pelo processo de regulamentação de um modelo específico de componente, a fim de este ser o modelo utilizado em todos os projetos produzidos em uma determinada área ou setor. A padronização de uma peça busca simplificar os trabalhos que a envolvem e assim gerar uma situação mais segura, rápida e principalmente mais barata ao fabricante ou prestador de serviço.

          Ao passar por um processo de padronização a peça será desenhada e totalmente dimensionada, a fim que sua fabricação obedeça a um só formato e que todos as unidades produzidas sejam iguais.

          De uma maneira mais ampla podemos citar a padronização na forma de porcas e parafusos, que apresentam desenhos iguais em sua maioria, mudando apenas questões de tamanho ou material, o que permite um produto que pode ser fabricado em massa e com alta velocidade, além de tornar o produto de fácil aplicação e manejo por parte do usuário ou os prestadores de serviço.

          No geral a padronização de uma peça facilita vários fatores que a envolvem, e é de fato um processo que vale a pena ser realizado.

          Seguindo que norma eu padronizo uma peça?

          As normas que devem ser seguidas ao se padronizar uma peça variam de acordo com a peça em questão e o lugar. Inclusive há normas para o próprio processo de padronização, sendo algumas delas a NBR 10067 que apresenta os aspectos gerais de um projeto de padronização e a NBR 10126 que apresenta como deve ser feito o dimensionamento da peça, entre outras normas que regulamentam desde o tipo de linha e a aplicação a ser dada no desenho (NBR 8403) até o emprego das escalas (NBR 8196). Além das normas nacionais e internacionais, podem existir normas regionais, então sempre confira a regulamentação do lugar em que está!

          O que eu tenho que levar em consideração para padronizar uma peça?

          Há uma série de pontos a serem levados em consideração. Padronizar uma peça não é algo fácil, então vamos dividir na parte do projeto e na parte de implantação

          Na parte do projeto em si, o foco é definir o melhor formato do componente, a fim de que este atenda a sua função e minimize a quantidade de material desperdiçado em sua produção, gerando uma otimização no custo e no tempo de fabricação, visto que com um leque muito grande de formas é necessário certo grau de personalização na produção de cada componente, além de ferramentas distintas. Faz-se o desenho básico do modelo, a cotação de suas medidas, suas visões laterais (e internas quando necessário) para no fim se obter um projeto completo de uma peça padronizada.

          Já na parte de implantação, nos deparamos com novos desafios. Ao padronizar uma peça é necessário também averiguar qual o seu impacto dentro das outras áreas de produção, e em alguns casos os prestadores de serviço que a utilizarão.

        Quando você padroniza uma peça, seja em um número X de modelos ou um modelo único, é necessário lembrar que isto impactará nas outras peças que atuam com a que você pretende padronizar. Se você padroniza uma peça gerando menor uso de material, porém os outros componentes que se relacionam a esta peça sofrem modificações, para adaptar ao novo modelo, que os encarecem faz com que o tiro saia pela culatra. É imprescindível uma análise geral de todos os componentes relacionados á peça a ser padronizada e seu custo de implantação, além do tempo de retorno desse investimento.

          Quando em uma situação em que seu produto será utilizado na prestação de serviço de terceiros, como um mecânico que trabalha com suspensão, é necessário avaliar qual a atratividade deste novo modelo de peça para o prestador de serviço, já que uma peça padrão pode diminuir o número de ferramentas necessária para trabalhar e gerar uma maior facilidade em solucionar problemas e defeitos. Porém nem sempre um certo modelo padrão é o melhor.

          Uma peça com melhor desempenho mas com uma baixa quantidade de situações em que pode ser empregado no mercado consumidor, não terá muito sucesso. Assim como uma peça com várias vantagens de ser utilizada mas que demanda de um alto grau de instrução para ser manejada (em comparação a outras) não será vantajosa aos utilizadores.

         Como pôde ver nesses pontos demonstrativos, já que há mais coisas a serem levadas em conta, padronizar uma peça pode trazer inúmeros benefícios, como corte de gastos na fabricação e na utilização dessa peça. Porém não se trata de um processo fácil, que deve ser feito com cautela para que dê o resultado esperado. Ai que chegamos em outro tópico

          Quem é o responsável por padronizar uma peça?

          O profissional responsável por analisar todos os aspectos necessários na padronização de uma peça, e responsável por projetar e dimensionar a mesma é o Engenheiro Mecânico ou Elétrico, dependendo da peça em questão. Há também no mercado empresas especializadas em dimensionamento e em desenvolvimento de peças e mecanismos, como a própria INOVATECH, que conta com uma equipe preparada responsável por esses serviços!

         Uma peça padrão nunca é mudada?

         Ao padronizar uma peça é necessário ter em mente que tudo evolui e que uma peça que é a ideal hoje pode não ser a ideal daqui a 2 anos. É fundamental que haja atualizações no projeto da peça de forma periódica a fim de sempre ter a melhor peça padrão. Novas tecnologias de fabricação surgem, novos materiais ou processos de fabricação são criados ou aprimorados e tudo isso interfere no balanço para achar o melhor modelo.

          Gostou? Saiba mais sobre dimensionamento e padronização de peças com a INOVATECH!

3-golden-50-ANOS

Copyright © 2019 – Todos os direitos reservados.

A INOVATECH – Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica é uma empresa sem fins lucrativos, que oferece soluções buscando fomentar o empreendedorismo no Brasil. Todo o valor ganho é revertido em investimentos na formação e capacitação profissional dos nossos membros e alunos da UEM.

CNPJ: 11.729.170/0001-28

Entre em contato!