Arquivo da categoria: Energia Renovável

inventos empreendedorismo sustentável

Inventos que mostram que o empreendedorismo pode ser sustentável

    Confira a seguir cinco invenções que uniram o empreendedorismo à sustentabilidade e têm colaborado de forma significativa com a manutenção do nosso meio ambiente.

  • Soccket – a bola de futebol que produz energiaempreendedorismo sustentável

     Criada por estudantes dos Estados Unidos, a Soccket possui um pêndulo interno que funciona como um motor. Assim, conforme a bola gira, esse mecanismo gira simultaneamente, aproveitando a energia cinética através de um gerador conectado à bateria recarregável.

    Ao carregar esta bateria por 15 minutos, é possível fornecer três horas de energia para uma lâmpada de LED ou recarregar um celular: basta plugar a lâmpada ou o aparelho eletrônico. Além disso, pode ser usada como fonte de energia em lugares onde o acesso a esse tipo de recurso é escasso.

  • Ohoo – A bolha de água comestível

   Criada pela start up Skipping Rocks Lab, a Ooho é uma bolha comestível preenchida por água potável, feita de um extrato natural de algas marinhas. Como não há plástico em sua composição, pode ser ingerida integralmente, além de ser inofensiva ao meio ambiente. A quantidade de água contida nesta bolha é de mais ou menos um copo d’água, 250 ml, o suficiente para matar a sede. Se não for consumida, se decompõe entre 4 a 6 semanas, uma vez que é biodegradável.

  • Bar sustentável capta energia produzida pela dança de seus frequentadores

     Que os bares e casas noturnas consomem muita energia é fato. Pensando nisso, o dono da boate Surya, em Londres, decidiu trocar o piso de sua boate por placas que, ao serem pressionadas, produzem corrente elétrica. Essa energia produzida auxilia na carga necessária para manter a casa noturna, representando 60% da necessidade energética do lugar, segundo Andrew Charalambous, dono do bar.

    Além disso, todos  os clientes que comprovarem ter ido a pé, de bicicleta ou de transportes públicos até lá recebem entrada gratuita e bebidas orgânicas em copos biodegradáveis.

  • Wind Tree – a árvore que produz energia elétrica

      A Wind Tree, (árvore do vento) é uma árvore artificial que produz eletricidade através do vento. Após 3 anos de investigação, foi criado um protótipo de 11 metros de altura, com 72 folhas artificias de plástico, instalado em Pleumeur-Bodou, na França.

inventos empreendedorismo sustentável

     Segundo seu inventor, Michaud-Larivière, o destino ideal para estas turbinas é a cidade, com uma pequena “floresta” de árvores tecnológicas, capazes de trabalhar sem poluir e emitir ruídos. A “árvore” tem cabos e geradores colocados dentro de tubos de aço e pode ser ligada tanto à rede pública, quanto a casas particulares para a geração de energia.

      O sistema é capaz de produzir energia com ventos de apenas 7,2km/h. A energia gerada pelas 72 “folhas” é estimada em 3,1 kW, que é suficiente para alimentar 15 candeeiros de rua de 50 W, 83% do consumo elétrico de uma família francesa ou para um carro elétrico fazer 16 363 km.

  • Chuveiro que obriga a sair quando houve um elevado gasto de água

inventos que mostram que o empreendedorismo pode ser sustentável

     O designer Tommaso Colia criou o chuveiro EcoDrop, que possui círculos concêntricos como tapetes acoplados ao chão que vão crescendo conforme o chuveiro está ligado. Após um certo tempo, a sensação resultada pelo crescimento dos círculos se torna tão incômoda, que “obriga” a pessoa a sair do banho. Esta invenção reduziu cerca de 20% do gasto de energia de um banho, além de diminuir consideravelmente o gasto de água.

BNDES muda regra para financiamento de painéis solares

      A implantação de sistemas de geração de energia solar permite aos usuários reduzirem os valores gastos com a conta de luz, já que passarão a gerar sua própria energia e poderão, dependendo de sua região, ganhar créditos vendendo o excedente da energia produzida para a distribuidora. Além disso, o benefício se estende também para o sistema elétrico, já que com vários pontos de geração espalhados por residências e comércio, reduz-se a demanda energética da rede e com isso diminui-se o risco de interrupção do fornecimento de energia. Desta forma, o BNDES muda a regra para financiamento de painel solar. Mas, como isso funciona?

       Os limites do Fundo Clima atingem até 80% dos itens financiáveis, podendo chegar a R$ 30 milhões a cada 12 meses por beneficiário. Tanto para pessoas físicas quanto para pessoas jurídicas (empresas, prefeituras, governos estaduais e produtores rurais). Não há valor mínimo para aquisição dos equipamentos e o prazo é de até 12 anos. A taxa de juros depende da forma de apoio, do porte do cliente e de cada item financiado, conforme a seguir:

   

     Como os sistemas de geração tem garantia de funcionamento e geração energética por no mínimo 20 anos, essa mudança no programa é um atrativo imenso para conquistar a liberdade energética e se livrar das multas, bandeiras tarifárias e constantes reajustes no valor pago pelo kWh. O objetivo é financiar produções e aquisições com altos índices de eficiência energética, ou que contribuam para redução de emissão de gases de efeito estufa. A mudança é mais uma atitude do BNDES para incentivar o cidadão brasileiro a investir em sustentabilidade e economia de energia.

 

E aí, vamos acabar com sua fatura também? 

Entre em contato com a INOVATECH!

Nos faça uma visita!

Horário de Atendimento:

Segunda a Sexta-feira

08:30 – 11:30 e 13:30 – 17:30

Avenida Colombo, 5790, Bloco 5 – Sala 07A

Universidade Estadual de Maringá – Maringá, Paraná

Sustentabilidade e Economia: amigas inseparáveis

     No atual cenário, tornou-se comum vermos sustentabilidade e economia juntas em uma frase, e nesse texto não será diferente. Se você acompanha as notícias do dia a dia, possivelmente já deve ter se deparado com algo envolvendo crises hídricas ou alguma manchete anunciando um aumento no valor da conta de luz e, sinto muito lhe dizer, mas essa é uma realidade cada vez mais presente. Por conta disso, muitas pessoas estão se preocupando mais com essas questões, resultando no tema do texto desta semana: Instalações sustentáveis.

  A possibilidade de criar um ambiente onde o desperdício de água e energia é reduzido exponencialmente, acaba se tornando uma ideia agradável tanto para os moradores quanto para os possíveis investidores do imóvel, uma vez que essa iniciativa ajuda na valorização do mesmo. Neste texto, iremos mostrar exemplos que podem parecer simples em tese, mas o resultado é efetivo e tem um impacto extremamente positivo para o meio ambiente.

INSTALAÇÕES SUSTENTÁVEIS PARA O USO DA ÁGUA

   Apesar de não ser um tema diretamente ligado com a carta de serviços da INOVATECH, não podemos deixar de comentar sobre o assunto, pois a cada dia se mostra mais necessário saber usar da melhor maneira nossos recursos hídricos.

  • Água da chuva:

   A chuva é um fator importante para o mundo, isso é inquestionável, afinal de contas a chuva é fonte de água e esta é indispensável para a vida. Mas como posso utiliza-la ao meu favor? Simples, usa-se o Sistema de Captação, no qual funciona com calhas que coletam a água que, por meio de tubulações é armazenada em um reservatório. Em seguida é filtrada pois pode ser acompanhada de objetos.

  • Poço Artesiano:

   Esta é uma estratégia já utilizada há anos, consiste em um grande buraco feito no solo que capta a água ao atingir o lençol aquífero, tudo isso é realizado sem a necessidade de aparelhos, apenas usando a pressão feita pela corrente d’água.

Vale ressaltar que ambas as estratégias para a reutilização da água são indicadas para fins não potáveis, uma vez que não há uma verdadeira filtragem da água utilizada.

INSTALAÇÕES SUSTENTÁVEIS PARA O USO DA ENERGIA ELÉTRICA

   Agora entrando no assunto que dominamos, vamos comentar sobre alguns exemplos de como você pode usar sua energia elétrica de maneira sustentável. Muitos já pensam na energia solar e as placas fotovoltaicas, mas antes de falarmos sobre essas grandes instalações, vamos conhecer algumas maneiras mais simples e menos conhecidas, o que acha?

  • Fios elétricos sustentáveis:

   Como sabemos, é necessário que os fios sejam envoltos em um material isolante, porém muitos dos materiais disponíveis têm um período de decomposição alto, beirando os 200 anos. Dito isso, foi criado um fio elétrico revestido de “polietileno verde”, sendo este um material biodegradável proveniente da cana-de-açúcar. Além de ter um impacto reduzido no meio ambiente, especialistas comprovaram que ele é 20% mais resistente do que os revestimentos utilizados hoje.

  • Placas solares dedicadas a chuveiros:

   Se você acompanha o blog, deve ter visto que as placas fotovoltaicas é a melhor opção para diminuir o consumo da energia, porém as vezes é necessário um alto investimento. Tendo em vista que grande parte do consumo elétrico em casas se origina do chuveiro, foram projetadas placas dedicadas para seu uso. Essa instalação acaba se tornando mais viável e mais barata, resultando também em uma grande economia de energia. Devido ao crescente uso da energia solar as pessoas já estão começando a comprar chuveiros híbridos, no qual caso a energia absorvida na placa seja insuficiente, aciona-se a energia elétrica.

  • Lâmpadas solares:

    São lâmpadas que recebem e armazenam a energia solar, sendo acionadas automaticamente à noite. Este tipo de equipamento não possui nenhum fio, sendo assim, é impossível de ser conectado à energia elétrica, evitando qualquer tipo de desvio de corrente.

    Agora sim, podemos falar das grandes instalações sustentáveis voltadas a energia solar. Como citamos durante o texto, as placas fotovoltaicas é uma das formas de instalação sustentáveis mais conhecidas, porém sua tecnologia ainda não está ao alcance de todos, pois sua instalação tem um custo mais elevado. O retorno de um sistema fotovoltaico é de longo prazo, sendo possível que todo o excesso de energia volte para a rede, gerando descontos na conta mensal.

   Não entraremos em todos os detalhes aqui, pois no nosso blog é possível encontrar um texto repleto de informações sobre esse tipo de instalação. Vimos que existem diversas maneiras de ter um ambiente sustentável e eficiente, reduzindo seu gasto com água e energia elétrica, ao mesmo tempo em que ajuda o meio ambiente. Além disso, podemos observar que a maneira mais conhecida de obter uma instalação sustentável é através da captação de energia solar por placas fotovoltaicas.

    Felizmente, ao se tratar desse assunto, a INOVATECH é especialista, quer saber mais sobre um painel fotovoltaico? Já pensou em instalar um, mas não tem ideia de quanto irá gastar? Faça já um orçamento gratuito conosco, temos uma equipe preparada para ajudá-lo!

Energia Infinita: é realmente possível?

    Infelizmente temos que dizer que não é possível, mas calma, iremos explicar o porquê disso. Nos dias atuais, com a inovação da tecnologia, podemos observar um crescente uso da energia elétrica e devido a isso, muitos tentam buscar alternativas para economizar. Algumas ideias acabam dando certo, como painéis fotovoltaicos. Porém, outras ideias acabam não tendo esse mesmo sucesso e é aí que entra o gerador de energia infinita. Se pararmos para pensar, é algo que iria inovar o mundo, imagine poder gerar sua energia infinitamente, reduzindo exponencialmente seu gasto de energia sem problemas, sem preocupações, isso seria maravilhoso, não? Mas, deixando a ficção de lado e levando em conta o ponto de vista físico, esse gerador não se mostra nada viável.

Uma história movida por tentativas e erros

    No decorrer da história, podemos observar que alguns grandes cientistas demonstraram interesse pelo assunto envolvendo moto contínuo, como Bhaskara (conhecido pela fórmula que tanto amamos), o estudioso esboçou uma roda com recipientes na ponta, sendo estes preenchidos de mercúrio. A ideia era que o liquido se deslocasse permitindo a continuidade do movimento, porém ele não obteve sucesso. Seguindo o mesmo princípio, o francês Villard de Honnecourt tentou a proeza, alterando o modelo original, novamente o êxito foi inexistente. Mas isso não impediu do grande Leonardo Da Vinci esboçar seus próprios modelos, que anos mais tarde seriam testados e novamente descartados, comprovando que nem mesmo sua genialidade tornou possível a construção de um moto contínuo.

A física por trás do gerador de energia infinita

    Você deve estar se perguntando: Por que todos eles não obtiveram sucesso nesses experimentos? Encontraremos a respostas dentro da física, mais precisamente dentro do campo da termodinâmica. Segundo a primeira lei da termodinâmica, energia não pode ser criada, apenas transformada, ou seja, não podemos criar uma energia do nada, ela precisa ser transformada de algum lugar. Além disso, podemos complementar com a segunda lei da termodinâmica, que cita que certa quantidade de energia pode ser transformada 100% em calor, porém o contrário é impossível, pois sempre haverá perda. Em suma, um gerador desse tipo seria inviável, pois enquanto o aparelho funciona, ele estará perdendo energia na forma de calor, nem mesmo nos mecanismos mais eficientes alcançam um aproveitamento de 100%.

     Portanto, podemos afirmar que esse tipo de tecnologia ainda não é possível, mas provavelmente no futuro as respostas para esse enigma serão encontradas, pois existem muitos cientistas estudando o assunto e com a crescente evolução da tecnologia, novas portas são abertas todo dia para a humanidade. Talvez você tenha ficado triste com a notícia, pois está preocupado com seu consumo de energia e buscar alternativas para economizar.

    Mas não se desespere! Na INOVATECH fazemos serviço de Eficiência energética, no qual analisamos seu sistema elétrico e o ajudamos a encontrar medidas para otimizar seu custo de energia.

Energia Solar: Fonte de energia do presente para o futuro!

    O painel solar fotovoltaico é um fonte de energia que converte a energia da proveniente da luz do sol em energia elétrica. São constituídas por células solares (normalmente feitas de cristal de silício ultra-puro) responsáveis em captar a luz do sol (fótons) que  quando colidem com os átomos desses materiais, provocam o deslocamento dos elétrons, gerando uma corrente elétrica, usada para carregar uma bateria, por exemplo.

     A tecnologia está em constante aprimoramento e vem ganhando espaço na matriz energética de diversos países, a Alemanha por exemplo tem na sua matriz energética elétrica 30% de fontes renováveis (2017), sendo que a principal é a eólica e a energia solar. No Brasil as placas fotovoltaicas vem ganhando espaço no mercado brasileira durante os últimos anos devido a uma resolução da ANEEL que viabilizou a utilização de fontes renováveis de energia para uso pessoal, de indústrias e de comércios, e de outubro de 2016 a maio 2017 já haviam dobrado o número de edificações com instalações de painéis fotovoltaicos, como podemos ver na matéria no site da Época.

     Algumas pessoas pensam que o painel fotovoltaico visa somente a sustentabilidade, porém pode ser um excelente investimento a médio prazo uma vez que o valor investido é retornado em média dentro de cinco anos. Como sua vida útil é de no mínimo 25 anos, durante os anos seguintes você não vai precisar se preocupar em pagar sua fatura de energia.

    Devido ao grande retorno econômico, muitas pessoas e  empresas estão investindo na instalação dos painéis fotovoltaicos, já que ao produzir sua própria energia, o estabelecimento fica livre do constantes reajustes das tarifas de energia, das taxas extras de cobrança na energia e das temidas bandeiras vermelhas.

    Além disso, sua propriedade ainda pode ser valorizada em até 8% com a instalação do sistema fotovoltaico. Também  é possível abater a conta de energia elétrica em outros  locais (desde que sejam da mesma concessionário de energia e tiverem o mesmo CPF ou CNPJ nos imóveis). 

    Com os constantes aumentos do custo dos combustíveis fósseis, desenvolvimento de fontes renováveis e constantes medidas ambientais adotadas pela sociedade, tudo indica que este setor crescerá muito nos próximos anos.
     Clique aqui se quiser saber mais!

Energia Renovável: Conheça mais sobre

    Bem vindo, caro leitor!    

    O tema de hoje será energia renovável, juntamente temos um material feito pela revista Exame sobre o assunto.

    Energia renovável é basicamente uma energia limpa que vem de recursos naturais e são reabastecidos naturalmente, por exemplo:

    Sol, Ventos, Chuvas, Marés, Fluxos de massa de água e energia geotérmica.

    Muitas pessoas optam por essa alternativa para contribuir para o meio ambiente aliado ao simples fato de economizar dinheiro e é ai que entra a energia renovável.

     Mas por que não conheço ninguém que tenha instalado uma fonte de energia renovável ou não ouço falarem muito disso?

    Até um tempo atrás, muitas normas e  inviabilizavam o uso de fontes alternativas de energia, pois diziam que poderia derrubar o mercado de produção e distribuição de energia. Porém em 24 de Novembro de 2015, a resolução normativa Nº 687 da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) viabilizou a utilização de fontes renováveis de energia, ou seja, permitiu a utilização de fontes geradoras de energia renovável, que por consequência houve uma redução relevante na conta de luz das pessoas que optaram por ser pioneiras e utilizar desse recurso em suas residências, empresas e indústrias.

    Com essa resolução normativa e com as constantes melhorias nesse setor, muitas pessoas estão optando pela energia renovável com objetivo de ter um retorno financeiro, que seria de médio a longo prazo. Se a energia captada for através de painéis solares fotovoltaicos temos ainda mais benefícios como redução de 100% do consumo, a valorização do valor do imóvel, uma grande durabilidade, payback médio de 5 anos e baixa taxa de manutenção dos equipamentos, além de uma facilidade de obtenção de crédito para financiamento.

    Segundo a ANEEL, estima-se que até 2024 cerca de 1,2 milhão de unidades consumidoras brasileiras devem produzir a própria energia elétrica, e no mundo todo devem ser investidos 7,6 trilhões de dólares em energia renovável até 2040.

    Se interessou? Converse conosco e tire suas dúvidas!