Categorias
Engenharia Elétrica

Black November 2019

Por que estamos propondo?

        A INOVATECH tem a missão de impactar a sociedade. Para isso, precisamos ter impacto tanto na realização de projetos quanto com outras atividades sociais.

    A partir dessa ideia chegamos à seguinte conclusão: Nós não conseguimos impactar a sociedade sozinhos, nossos clientes devem estar de acordo com nosso propósito. O que isso significa? Significa que não podemos escolher sozinhos a melhor forma de impactar a sociedade, Por isso, nossos clientes de serviços elétricos (SPDA e Instalações Elétricas) vão ter impacto direto na forma como a INOVATECH irá impactar o Brasil e a sociedade.

Como vai ser feito?

     Todos os clientes que começarem a negociação e fecharem contrato conosco no mês de novembro, terão a chance de serem o impacto que precisamos.

         No momento da formulação do contrato o cliente terá duas opções:

> 40% DE DESCONTO nos projetos de engenharia elétrica (SPDA e Instalações Elétricas), impactando, dessa forma, o próprio contratante que terá a oportunidade de ter um projeto de altíssima qualidade por um preço abaixo do comum;

>  Pagar o valor integral do projeto e, desse valor, 40% SERÁ DOADO para instituições de caridade da cidade de Maringá, de acordo com a preferência do cliente. (A INOVATECH ajudará no desenvolvimento de conteúdos para o cliente divulgar que foi um doador no Black November, além de colocar como um cliente doador em nossas mídias sociais.)

Qual o período de duração?

        Essa campanha acontecerá durante todo o mês de novembro. Alcançando todos os clientes que iniciarem o contato e assinarem conosco até o dia 30 de novembro.

*Observação: essa campanha tem pouca duração, atente-se às datas e entre em contato com a INOVATECH o quanto antes.

Vamos juntos transformar o mundo em que vivemos!

Categorias
Engenharia Elétrica

Vantagens de terceirizar o Projeto Elétrico

     Nos dias atuais em que os processos enérgicos e dinâmicos se tornaram os principais alvos das empresas, o pensamento que vem à tona quando se fala em construção civil é a economia e a velocidade com que é executado um projeto. A agilidade é algo que se tornou o diferencial de uma empresa para outra, com isso a eficiência se tornou necessária para que ocorram resultados satisfatórios. Uma das maneiras de se atingir esse nível competitivo é utilizando a terceirização, mais especificamente de projetos elétricos. Desta forma, vamos te mostrar as vantagens de terceirizar o projeto elétrico. 

 

Porquê terceirizar

     Terceirização nada mais é que a contratação de uma pessoa ou empresa especialista naquele setor para realizar a atividade desejada em questão. Ou seja, ao invés de utilizar os próprios funcionários, a empresa contrata outra empresa (ou pessoa) para realizar os processos daquela tarefa em questão.
   As vantagens que essa pratica pode oferecer são enormes, quando olhamos para a realidade das construtoras atuantes no Brasil, na parte projetos de instalações elétricas, podemos tirar essas conclusões. Os benefícios que a construtora ganha ao terceirizar o Projeto Elétrico são listados a seguir:

 

A construtora deve focar onde é especializada

     Em vez de ter o foco dividido entre sua atividade principal e as atividades secundárias, como o projeto elétrico, a construtora pode focar seus esforços e funcionários somente nos processos que ela melhor executa.

 

 

Tempo é dinheiro

     Como dito no tópico acima, quando você se especializa em um processo, além de conseguir fazer com maior qualidade é feito em menor tempo, assim sua equipe pode pegar um volume maior de projetos para serem executados.

    Por outro lado, se sua equipe não detém o mesmo conhecimento e experiência de empresas especializadas em projeto elétrico, irão ocorrer alguns atrasos e imprevistos nos processos e na entrega final do projeto, ou simplesmente não irão conseguir executar a instalação.  Esses atrasos podem gerar consequências graves desde insatisfação do cliente até processos jurídicos contra a construtora por extrapolar os prazos de entrega.

 

 

Custos reduzidos

 

     Ao terceirizar a empresa diminui os custos que teria se por acaso fizesse todos os serviços. Deixando de arcar com os custos de softwares e programas para a execução, de manutenção de equipamentos e capacitação dos profissionais e da contratação de um Engenheiro Eletricista. Sendo assim, todos esses custos são substituídos por um valor menor, referente ao contrato combinado da terceirização.

 

Projeto feito por um especialista

 

   A vantagem de um projetista especializado na parte elétrica também envolve toda a parte de conhecimento e atualizações do cenário de instalações e das últimas tecnologias lançadas. Consequentemente ele irá saber qual o melhor tipo de lâmpada e sua melhor distribuição para cada ambiente, a melhorar distribuição de tomadas de uso geral e de tomadas de uso específico, as características específicas dos fios condutores e dos conduítes, os dispositivos de proteção, o balanceamento de cargas, a eficiência energética e o fator de potência (no caso de uma edificação para indústrias e empresas que utilizam máquinas e motores ligados na rede).

     No caso de projetos elétricos não é diferente, o engenheiro especializado em Construção civil Edgard Murilo Debiasi Oliveira diz: “O projetista consegue simular uma situação real ainda em fase de projeto, antecipando a detecção de erros. Mesmo que em uma situação de obra o executor tenha experiência de outras, este não acompanhou todos os procedimentos de dimensionamento da mesma maneira que o especialista”.

 

Economia antecipada

 

     Ninguém quer chegar lá na frente da obra e perceber um erro que foi cometido por falta de conhecimento, e ao se tratar de projetos elétricos verificamos que pequenos erros podem levar a consequências caríssimas, fazendo com que a economia que era esperada no final, se tornar uma despes, saindo muito mais caro do que a contratação de uma mão de obra especializada.

     Como o Edgard Murilo Debiasi de Oliveira diz “O projeto no geral sempre irá permitir que você erre, e isso irá custar infinitamente menor que na obra, para um dimensionamento saber o número que é necessário trocar pode resolver o problema. Agora um problema na obra sem o uso de um projeto elétrico o custo seria além da perda dos materiais utilizadas caso não seja possível reutilizar em outra obra, teria que ser feito a compra de outros materiais para substituir além dos gastos para refazer e da demora que isso ocasiona na obra”.

 

E aí? Vamos fazer seu projeto elétrico?

Categorias
Sem categoria

5 problemas gerados por danos físicos a funcionários

5 problemas gerados por danos físicos a funcionários

Imagem Blog

            Você sabe o que poderia acontecer caso ocorresse um acidente de trabalho na sua empresa como, por exemplo, um dano físico a algum empregado? Além do dano ao funcionário que, em alguns casos, pode resultar em morte ou invalidez, o empregador também pode ser seriamente prejudicado. Desse modo, cinco dos possíveis problemas gerados por acidentes podem ser listados, como sendo: danos temporários ou permanentes ao trabalhador acidentado; punições financeiras e, até mesmo, prisão do empregador responsável; danos a imagem da empresa; perda de funcionários, bem como os custos para a reposição dos mesmos e, por fim, a perda da produtividade decorrente da falta de qualidade nas condições de trabalho. O cumprimento das exigências das famosas Normas Regulamentadoras torna-se então, imprescindível para evitar tais complicações tanto para o empregado quanto para o patrão.

            As Normas Regulamentadoras são norteadores que certificam a segurança do trabalho. Dessa forma, elas indicam uma série de procedimentos e regras que, ao serem cumpridas, garantem que o funcionamento dentro da empresa ocorra de forma adequada. Assim, a primeira consequência problemática do não seguimento das NR’s é o dano físico causado ao empregado. O acidente pode acarretar ferimentos leves, como queimaduras e cortes, até situações mais graves, em que o trabalhador desenvolve alguma deficiência física levando a invalidez. Em casos extremos, o revés pode causar a morte do funcionário. Outro problema relacionado aos empregados, é que a falta de condições seguras e de equipamentos devidamente apropriados, agravados com o histórico de incidentes, podem gerar uma certa ansiedade e receio nos trabalhadores, que se sentem insatisfeitos, resultando na perda de produtividade.

            Por outro lado, o empregador também será prejudicado. O responsável deverá pagar indenizações ao acidentado pelos danos causados, até os custos hospitalares, conforme o artigo 159 do Código Civil que diz “aquele que por ação ou omissão voluntária, negligência, imprudência ou imperícia, causar dano a outra pessoa, obriga-se a indenizar o prejuízo”. O patrão ainda pode ser indiciado criminalmente, segundo o Código Penal no artigo 129, com pena variando de dois meses a um ano. Além disso, o histórico de incidentes pode gerar um aumento de até 100% sobre o fator acidentário de prevenção incidente nas contribuições previdenciárias (decreto 3048, artigo 202-A).

            Pode-se também citar o prejuízo à imagem da empresa. Assim, considerando o avanço da internet, as notícias propagam-se de forma mais veloz, chegando ao público consumidor que opta por empresas que atendem ao lado humanitário e que são comprometidas com valores, como responsabilidade e integridade. Dessa forma, o compromisso e o respeito para com os funcionários são cruciais para a boa imagem empresarial. Por fim, um último problema que pode ser citado, decorrente de acidentes de trabalhos, é a lacuna deixada pelo funcionário, que pode se ausentar momentaneamente ou permanentemente. Assim, os custos de uma nova contratação, bem como o tempo levado para que o novo trabalhador se adapte ao ofício, somados com os problemas anteriormente citados tornam válida a proposição de que o melhor remédio é a prevenção.

Quer garantir a segurança dos seus funcionários? Saiba mais sobre nossos projetos de Normas Regulamentadoras, entre já em contato conosco e agende uma reunião!

3-golden-50-ANOS

Copyright © 2019 – Todos os direitos reservados.

A INOVATECH – Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica é uma empresa sem fins lucrativos, que oferece soluções buscando fomentar o empreendedorismo no Brasil. Todo o valor ganho é revertido em investimentos na formação e capacitação profissional dos nossos membros e alunos da UEM.

CNPJ: 11.729.170/0001-28

Entre em contato!

Categorias
Sem categoria

Como fazer um projeto elétrico

Como fazer um projeto elétrico

Imagem Blog

       Os primeiros passos para a criação de qualquer tipo de construção, seja ela no meio residencial, comercial ou empresarial, dependem de projetos, tanto com a Engenharia Civil, com a planta baixa da casa e o estudo de terreno, quanto com a Engenharia Elétrica, com o Projeto Elétrico. A partir desta premissa, fique atento aos tópicos a seguir, pois vamos te ensinar como fazer um Projeto Elétrico.

  1.   Análise da Planta Baixa do Local

          -A Planta Baixa propriamente dita é um desenho esquemático da construção de qualquer tipo de instalação, seja ela um cômodo, um terreno, ou toda uma empresa;

          -Analise as dimensões do local e a localização de todos os componentes que serão utilizados, tais como tomadas, lâmpadas, extintores, alarmes etc.

          -Para uma melhor análise, é recomendado o uso de Softwares como o AutoCAD para um melhor manuseio da planta, o mesmo contém todas as especificações e aparatos para uma organização limpa da sua planta.

  1.   Determinar as Tomadas de Uso Específico e de Uso Comum

          -Tomadas de Uso Específico são o tipo de tomada que não são nutridas por uma tensão comum, como 127V ou 220V, são geralmente utilizadas em motores ou máquinas de grande porte. Ter uma boa noção de quantas serão utilizadas é um ponto muito importante para o próximo passo.

          -A partir da norma NBR5410 de 2004 foi regulamentado o número mínimo de tomadas de uso comum por cômodo, nos quartos é recomendada uma a cada 8 metros quadrados, salas a cada 5 e na cozinha a cada 3. 3. Medir o Potencial Elétrico de cada equipamento, para obter o fornecimento necessário para a instalação.

          -A partir de informações do fabricante, de um potenciômetro e de determinados cálculos matemáticos, é possível saber todo Potencial Elétrico contido em máquinas, eletrodomésticos, lâmpadas, disjuntores etc.

          -Com esses dados é possível do mínimo de carga necessária para o funcionamento desta instalação.

  1.    Após o estudo dos dados criar o Circuito Elétrico, com base na planta baixa

          -Especifique todos os componentes analisados anteriormente, registrando suas respectivas Resistências e Potencial Elétrico.

          -Lembrando que todos os procedimentos devem seguir a normas regulatórias NBR5410 de 2014, a qual visa todos os pré-requisitos de segurança, tais como o fio terra, posicionar em locais estratégicos extintores, campainhas, toda a fiação, entre vários outros termos.

  1.   Por fim, é escolhido um local estratégico para instalar o Quadro de Distribuição de energia

          -Mais conhecido como registro de luz, este por sua vez deve ser colocado majoritariamente no centro da casa, para caso de qualquer tipo de acidente doméstico, tais como incêndio, alagamentos ou simples curtos-circuitos, o residente possa desligar toda a distribuição de energia de uma forma mais rápida possível.

          -Também localizá-lo em local livre de poeira e umidade, visando prolongar sua vida útil e prevenir acidentes.

       A partir destes cinco passos é possível criar um Projeto Elétrico. Ressaltando que aqui na INOVATECH oferecemos todo o suporte promovido pela divisão de Engenharia Elétrica, para todos preparados para prestar o serviço da maneira mais eficiente possível.

     Caso tenha gostado do conteúdo e queira saber mais sobre nossos projetos elétricos, entre em contato já e agende sua reunião conosco!

3-golden-50-ANOS

Copyright © 2019 – Todos os direitos reservados.

A INOVATECH – Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica é uma empresa sem fins lucrativos, que oferece soluções buscando fomentar o empreendedorismo no Brasil. Todo o valor ganho é revertido em investimentos na formação e capacitação profissional dos nossos membros e alunos da UEM.

CNPJ: 11.729.170/0001-28

Entre em contato!

Categorias
Sem categoria

Como aumentar a segurança no ambiente de trabalho

Como aumentar a segurança no ambiente de trabalho

Design sem nome (1)

Mesmo pensando em produção, lucro e cumprimento de metas, quando falamos de grandes empresas, a segurança também tem um papel fundamental no ambiente de trabalho. Quem nunca ouviu falar que um funcionário sofreu um acidente trabalhando? É dever do trabalhador cumprir as orientações de segurança, mas é da empresa a responsabilidade de proporcionar ambientes adequados e seguros. Portanto, é imprescindível que você mantenha sua empresa em conformidade com as Normas Regulamentadoras (NR), para que não ocorram acidentes que prejudiquem a imagem da mesma, e mais importante ainda, garantam a saúde e integridade do trabalhador.

          Então, nós da INOVATECH preparamos algumas recomendações personalizadas para que você fique sempre ligado na segurança do trabalho. 

   Implementação do 5S

        Quando falamos no âmbito de preservação da segurança no trabalho, diferentes atitudes podem ser tomadas para que esta possa ser mantida. Como por exemplo, a implementação do programa de gestão de qualidade empresarial 5S, programa japonês que visa aperfeiçoar aspectos como organização, limpeza e padronização. Além de, como a descrição sugere, aumentar a qualidade da empresa no cenário geral, ele indiretamente ajuda aumentar a segurança, já que todos os seus sensos agem de maneira a otimizá-la cada vez mais.

   Mas como o 5S funciona?

          Ele leva esse nome, pois consiste em cinco sensos que devem ser seguidos à risca para que o objetivo final a ser alcançado. Sendo eles:

             Seiri – Senso de utilização

             Seiton – Senso de organização

             Seiso – Senso de limpeza 

             Seiketsu – Senso de padronização

             Shitsuke – Senso de disciplina

        Cada um deles nos propõe uma série de instruções a ser tomadas, que vão desde a classificação das ferramentas e equipamentos da empresa, a estipulação de rotinas de limpeza e locais intuitivos para o equipamento da empresa, a estipulação de rotinas de limpeza e locais intuitivos para o equipamento em geral, até a padronização das atividades. Todas essas medidas, se tomadas em conjunto, contribuem para que o ambiente se torne mais organizado e, consequentemente, mais seguro.

   Inspeções de ambiente e equipamentos

       O secretário de saúde da Força Sindical de Santa Catarina, Luiz Bittencourte, disse em uma comissão sobre NR-12 disse: “O trabalhador está constantemente ameaçado. Então, qualquer detalhe é crucial”. Muitas vezes a rotina apressada da empresa faz com que diferentes tipos de ferramentas, equipamentos e materiais acabem violando as recomendações de segurança, o que causa acidentes indesejáveis. Por isso, nós da INOVATECH recomendamos que sejam realizadas inspeções periódicas dos ambientes de trabalho e dos equipamentos, levando em consideração as normas regulamentadoras 10 e 12. Esta inspeção envolve as demarcações de zonas de perigo, manutenção de equipamentos, limpeza do ambiente e entre outros. Além disso, é recomendável a inspeção dos EPIs e EPCs que devem sempre estar em boas condições.

   Treinamentos

        O Brasil, em 2017, registrou mais de 500.000 casos de acidentes no trabalho segundo a Secretaria da Previdência, e uma ferramenta poderosa contra eles são os treinamentos. Sejam eles para a correta manipulação dos artifícios no trabalho, ou para situações de risco como incêndios, eles sempre ajudam a prevenir que o mal aconteça.

 A NR-10 estipula que as medidas coletivas de segurança são prioritárias, porém toda e qualquer medida de segurança é extremamente importante e deve ser tomada, sempre que for julgada necessária e possível. Portanto, os membros da empresa, devem passar por treinamentos diversos constantemente, para que possam ter o conhecimento dos corretos procedimentos de trabalho e segurança, e mais importante, possam estar sempre os pondo em prática.

Algumas outras medidas eficientes que devem ser tomadas são: a atribuição da CIPA (Comissão Interna para Prevenção de Acidentes), para empresas que se enquadrarem nos requisitos da NR-5, já que esta é a norma que a regulamenta; e a garantia de que haja comunicação constante entre membros de trabalho, considerado de risco. Medidas simples como essa, garantem o bem de todos na empresa.

 

Gostou do nosso conteúdo e quer saber mais sobre nossos projetos de normas regulamentadoras, entre em contato já e agende sua reunião conosco!

 

3-golden-50-ANOS

Copyright © 2019 – Todos os direitos reservados.

A INOVATECH – Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica é uma empresa sem fins lucrativos, que oferece soluções buscando fomentar o empreendedorismo no Brasil. Todo o valor ganho é revertido em investimentos na formação e capacitação profissional dos nossos membros e alunos da UEM.

CNPJ: 11.729.170/0001-28

Entre em contato!

Categorias
Sem categoria

Tudo que você precisa saber sobre adaptações de máquinas para evitar acidentes de trabalho

Tudo que você precisa saber sobre adaptações de máquinas para evitar acidentes de trabalho

DIMENSIONAMENTO MECÂNICO (3)

      Para você, o que representa segurança no trabalho? Manter a integridade dos seus funcionários? Utilizar equipamentos de proteção? Estabelecer regras para o uso correto do maquinário? Apesar do conceito ser concreto, ainda é um pouco desconhecido e sua importância é ignorada, o que leva o Brasil a ocupar a 4º posição no ranking mundial de acidentes de trabalho. Com o intuito de reverter este cenário, o Ministério de Trabalho e Emprego designou normas de segurança obrigatórias, a fim de manter a saúde e o bem-estar físico dos trabalhadores. No caso de operação de máquinas e utilização de equipamentos, a NR-12 é a norma que define as medidas de prevenção.

         Primordialmente, você deve estar se perguntando o que, especificamente, é a NR-12. A Norma Regulamentadora 12, foi criada em 1978, a fim de garantir a segurança dos trabalhadores na utilização de máquinas e equipamentos e, consequentemente, melhorar as condições de trabalho.

      Segundo esta norma, é de responsabilidade do empregador a adoção de medidas necessárias de proteção para o uso de máquinas e equipamentos, como também, a capacitação dos funcionários para a operação do maquinário. A norma considera medidas apropriadas desde adaptação das máquinas, organização do ambiente, até proteção individual dos trabalhadores.

Adaptação do maquinário:

       São requeridas algumas medidas de segurança simples, tal como, a instalação de dispositivos de partida, acionamento e parada, grades de proteção que impeçam o acesso a componentes móveis. Ademais, algumas medidas mais tecnológicas, como sistema de parada com sensor a laser, também são demandadas.

 Organização do ambiente:

        A NR-12 tem alguns padrões para arranjos físicos e instalações, como a criação de faixas próprias para circulação de pessoas e máquinas e adaptação de meios de acesso permanente, como escadas, que devem atender certos requisitos. Além disso, tanques de gás pressurizado, materiais tóxicos ou inflamáveis, devem estar em um posicionamento adequado. A circulação de ar no ambiente também está inclusa junto com alguns outros parâmetros.

 Proteção individual:

      A NR-12 não se preocupa somente com o maquinário e equipamentos. Ela também preza pela segurança dos trabalhadores. Em grande parte dos cenários, a norma se refere à utilização dos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), que, da mesma maneira que são conhecidos, são desprezados, o que pode causar acidentes ou aumentar a gravidade de algo que poderia ter sido evitado.

     O não cumprimento desta norma pode pôr em risco a segurança e a vida dos trabalhadores de forma errônea e arriscada. Ademais, um eventual problema coloca a empresa responsável em questões judiciais trabalhistas. Além de que, empresas que não cumprem as medidas obrigatórias podem ser multadas em até 50 vezes o valor do equipamento atingido.

     Por esses motivos, você empresário, procure sempre cumprir as normas necessárias, capacitar seus funcionários e aplicar as medidas de segurança para os trabalhadores. E você profissional, exija o cumprimento das normas e a determinada capacitação. Sempre pense na sua proteção e sua vida!

Se você gostou do nosso conteúdo e pretende entrar em contato para saber mais sobre nossos projetos de Normas Regulamentadoras, clique no botão abaixo!

3-golden-50-ANOS

Copyright © 2019 – Todos os direitos reservados.

A INOVATECH – Empresa Júnior de Engenharia Mecânica e Elétrica é uma empresa sem fins lucrativos, que oferece soluções buscando fomentar o empreendedorismo no Brasil. Todo o valor ganho é revertido em investimentos na formação e capacitação profissional dos nossos membros e alunos da UEM.

CNPJ: 11.729.170/0001-28

Entre em contato!

Categorias
Sem categoria

A importância de realizar um projeto de análise térmica

A análise térmica tem como objetivo ajudar na eficiência da produção promovendo um ambiente confortável de trabalho.

O ambiente laboral influencia no comportamento das pessoas, e consequentemente, na tomada de decisões dos funcionários. Para que se tenha um rendimento favorável dos membros da sua empresa, se faz necessário um ambiente confortável de trabalho. Buscando alcançar o bem-estar térmico nos ambientes de trabalho da sua empresa, o primeiro passo é a realização de uma análise feita por especialistas da INOVATECH. Afim de propor a solução adequada para você!

Buscando fomentar a sua escolha, traçamos um checklist com 5 motivos para realizar um projeto de análise térmica com a INOVATECH.

∙         Bem-estar térmico da sua empresa:

     Imagine se o ambiente onde você trabalha for quente e úmido. Qual seria o seu desempenho? Agora sinta ou imagine este mesmo ambiente climatizado e confortável. Qual seria a sua satisfação em desenvolver um bom trabalho? Como seria a sua produtividade? Pense um pouco nisto. Todos sabemos que o ambiente em que a pessoa trabalha influencia diretamente nos seus resultados, rendimento e desempenho profissional.

∙         Evita problemas com a NR 15/NBR 15575:

      As normas regulamentadoras (NRs) são as relativas à segurança e medicina do trabalho. Elas preservam a integridade física do trabalhador, e o cumprimento delas demonstra a preocupação para com os funcionários. As normas referentes aos limites de tolerância para exposição ao calor são a NR 15 e a NBR 15575. E para checar se sua companhia está seguindo, ou dar início ao acompanhamento das normas, contate-nos!

∙         Menos gasto de energia:

      Com o projeto executado, sua empresa passa a ter os gastos com recursos energéticos otimizados. A partir disso terá uma planta que consumirá menos energia e agredirá menos o meio ambiente. (Vale a pena conferir após esta leitura: Painel Fotovoltaico – Energia Solar)

∙         Melhor desempenho do maquinário:

         Assim como o ser humano, as máquinas também trabalham e executam atividades mais satisfatoriamente em certas temperaturas. Além disso, elas emitem calor que podem prejudicar o bem-estar do operador ou de trabalhadores próximos a ela. Para isso, surge a necessidade de fazer a análise térmica, afim de verificar essas temperaturas ideais e realizar da melhor forma a distribuição do calor. 

∙         Economia de dinheiro:

      Executando a análise térmica conosco, você terá o benefício de economizar (não só na conta de energia), pois como nosso objetivo é o desenvolvimento da equipe e não o lucro, nosso preço é bem justo. E claro, tudo isso sem perder a qualidade. Como buscamos sempre excelência e temos suporte dos melhores professores da área, nossos projetos tem ótima qualidade no mercado. Além de você estar auxiliando a formar empreendedores que transformarão o Brasil!

      Claramente, existem diversos benefícios em realizar uma análise térmica para sua empresa, que melhoraria o desempenho geral da equipe e maquinários. 

    Para sua comodidade, nós temos uma equipe especializada esperando seu contato! Entre em contato com a gente!

Categorias
Sem categoria

Como funciona o dimensionamento mecânico?

O projeto de dimensionamento mecânico visa entregar uma solução personalizada às solicitações do cliente e pode partir tanto de uma ideia de um novo produto, quanto da necessidade de adaptação de uma máquina para a otimização da produção do cliente. Para garantir que a solução final seja eficiente e com ótimo custo-benefício, é necessário que a equipe mantenha o cliente bem informado sobre o andamento e as decisões tomadas durante o desenvolvimento. Iremos demonstrar como uma máquina pode ser desenvolvida a partir de uma ideia. Para que essa ideia possa sair do papel é necessário que o projeto passe pelas seguintes fases:

 

1ª fase: Solicitações do cliente

Antes mesmo de fechar um negócio, a equipe deve analisar se as solicitações do cliente podem ser atingidas com a realização de um dimensionamento mecânico. Algumas das solicitações mais comuns são máquinas com adaptações que evitem desperdícios excessivos, de tamanhos personalizados ou de um produto inovador.


2
ª fase: Desenvolvimento da ideia

No início do projeto a equipe de engenharia realiza pesquisas e discute ideias para definir a direção do projeto. O cliente recebe repasses constantes podendo optar nas decisões, e dessa forma a equipe garante que as solicitações do cliente sejam atingidas.

 

3ª fase: Dimensionamento

Definida a forma geral da máquina ou produto a ser desenvolvido, os cálculos mecânicos começam e para essa fase comunicação com o cliente é ainda mais importante. A equipe de engenharia necessitará de dados para o dimensionamento dos componentes e irá realizar perguntas para coletar as informações necessárias para pode calcular propriedades como a tração, vibrações, fadiga, ruptura. As perguntas são feitas de forma objetiva e de fácil entendimento, alguns exemplos são: Quanto peso o mecanismo irá levantar? O produto estará sujeito a quedas ou vibrações? A máquina precisa ser desmontável em algum lugar? Entre outras.

 

4ª fase: Entrega do projeto e fabricação

O cliente recebe todas as informações e arquivos necessários para tirar a ideia do papel e ter as suas solicitações atendidas. Durante o desenvolvimento das máquinas os componentes são calculados levando em conta a disponibilidade no mercado e o custo, para entregar uma solução eficaz e com ótimo custo benefício. A vantagem dessa visão durante o desenvolvimento do projeto é que na entrega o cliente pode escolher fabricar através de parceiros ou executar o projeto por conta própria. A INOVATECH preza pelo resultado final, o cliente que escolhe desenvolver o seu projeto conosco, tem o acompanhamento da fabricação por parte da equipe de engenharia, dessa forma garantimos que a fabricação seja executada conforme o projeto e, caso necessário, sejam feitas modificações para facilitar a fabricação e deixar de acordo com a solicitação do cliente.

 

 

Com mais de 13 anos de mercado, a INOVATECH preza pela comunicação com o cliente para o manter informado sobre o andamento do projeto e eventuais modificações. Dessa forma, garantimos tirar uma ideia do papel através de um Dimensionamento mecânico personalizado. 

Categorias
Sem categoria

Maneiras de criar sua ideia de produto e fabricá-lo facilmente

      Seres humanos são considerados racionais por um motivo: Tem a capacidade de pensar e, principalmente, resolver problemas. Desde os primórdios da humanidade as pessoas vem resolvendo problemas,  desde a criação da roda para facilitar o transporte até a invenção dos celulares para resolver o problema de comunicação.

     Certo, mas por que essas informações são relevantes? Se você está lendo esse artigo é porque tem algum problema que busca resolver e – talvez- já tem uma ideia de qual produto pode fazer isso. Se ainda não tem a ideia do produto em mente, não há problema! Este texto lhe mostrará como criar essa ideia, criar o produto e fabricá-lo. Agora, se você já tem a ideia do produto em mente, você já está um passo mais próximo de desenvolver sua ideia! Portanto, preste atenção nos próximos tópicos porque vamos te ensinar como fazer para criar esse produto e fabricá-lo.

  1. Criação da ideia

      O primeiro assunto que temos de tratar é a criação da ideia. Como foi dito no começo da nossa conversa, se você está lendo esse artigo é porque tem algum problema que busca resolver, ou seja, você já tem a visão de que se resolver aquele problema, terá um público que se interessará.

(Caso ainda não sabe um problema para resolver, leia um de nossos eBooks para te mostrar formas de encontrar um problema).

Mas como fazer surgir essa tal ideia? Nessa hora você vai precisar de um grupo de pessoas…

       O melhor método para se encontrar uma ideia é o brainstorming (Tempestade de ideias), mas para isso um grupo multidisciplinar é essencial, por isso recomendamos que se não sabe como resolver esse problema, encontre um grupo para te ajudar, se para esse problema a solução seja criar algum produto, entre em contato com a INOVATECH que trabalhamos desde essa etapa de criação de ideia.

Voltando a falar sobre o brainstorming, este método funciona da seguinte forma:

  1. Junte um grupo multidisciplinar
  2. Esclareça o problema existente
  3. Deixe todos falarem suas ideias, sem julgamentos e sem discussões se aquela ideia funcionará
  4. Junte todas as ideias que foram faladas
  5. Veja quais ideias fazem sentido e quais não fazem
  6. Defina a melhor ideia e estruture ela

O brainstorming com certeza vai te trazer criações de ideias!

2. Criação do produto

Com a sua ideia em mente já, como fazer para começar a colocá-la no papel?

     Bem, para desenvolver o produto fruto da sua ideia, você vai precisar de um engenheiro mecânico. O papel do engenheiro nessa etapa é:

  1. Esboçar a ideia
  2. Projetar o produto num software de modelagem 3D
  3. Tornar o produto funcional
  4. Criar peças que são fabricáveis

      Com isso feito, você vai precisar apenas da modelagem 3D e dos desenhos 2D do produto para conseguir ir para a próxima etapa da criação do produto.

       A INOVATECH tem especialistas em desenvolvimento de produto e todas as etapas que citei aqui no artigo, você consegue realizar conosco!

Vamos, então, para a última etapa da criação de um produto!

3. Fabricação do produto

      Para fabricar um produto existem vários métodos, a escolha do método adequado exige um bom conhecimento de processos de fabricação e que as peças de seu produto sejam já existentes no mercado ou que existam formas fáceis de fabricá-las. Dessa forma o custo será menor e a fabricação será mais fácil.

Para lançar um produto no mercado a forma de fabricação deve ser pré-definida. Nesse caso eu vejo algumas alternativas para você usar:

  1. Encontre uma indústria para fabricar e para investir nesse projeto com você.
  2. Utilize em seu produto peças já existentes no mercado e crie apenas uma linha de montagem.
  3. Faça a fabricação em forma de impressão 3D

     Essas três maneiras de fabricação podem ser utilizadas e cada uma tem sua vantagem específica.

      Se tem um problema em mente e quer criar um produto para resolver, entre em contato com a INOVATECH que auxiliamos você a inovar no mercado!

Categorias
Engenharia Mecânica Inovação

Tudo que você precisa saber sobre a criação de um produto

       Quando você observa os produtos na prateleira de um mercado, na vitrine de uma loja ou até mesmo em sites de venda virtual, você imagina todo processo pelo qual ele passou para estar ali? Todo produto que é lançado no mercado passa por um curso de desenvolvimento, muitas vezes demorado, que exige o trabalho e dedicação de muitas pessoas. Nem sempre temos acesso ao conhecimento sobre isso. Dessa forma, este artigo tem como objetivo explicar como funciona, em geral, o desenvolvimento de um produto, desde o surgimento da ideia até o seu lançamento no mercado, Então vem com a INOVA que nós vamos te mostrar quais os passos para a criação de um produto.

     Tudo começa com o surgimento uma ideia. Nesse processo é fundamental ter criatividade e visão de mercado, para que esse insight realmente seja útil e inovador. Posteriormente, inicia-se o processo de planejamento do desenvolvimento, onde cria-se um projeto formal e com ele um cronograma a ser seguido, para que metas sejam traçadas a fim de amplificar o desempenho da equipe desenvolvedora do produto. Esse passo é extremante importante, pois define em quanto tempo a ideia poderá ser colocada em prática. Tempo, nos dias atuais, é um elemento sagrado que não pode ser desperdiçado, não é mesmo?

    Em seguida, realiza-se uma pesquisa de mercado, onde toda a equipe busca encontrar se produtos semelhantes já existem. Se sim, dados como quais seus pontos fortes, seus pontos fracos, valores, utilidades e compradores são recolhidos. Se não existem, fazem uma pesquisa com o futuro público alvo do negócio, para saber qual a porcentagem de interesse positivo existe para esse produto, a fim de levar o foco do projeto para onde realmente é necessário e onde irá agregar valor para os clientes.

      Após isso, então, dá-se a largada para o desenvolvimento teórico e prático da ideia. É aí que trabalham os engenheiros, designs de produtos e desenvolvedores. Essa é a parte mais crucial do processo, visto que é quando realmente o projeto começa a tomar forma, por isso é importante uma equipe especializada acompanhando seu desenvolvimento, a INOVATECH é uma empresa especializada em tirar idéias do papel, garantindo sempre um ótimo resultado e a satisfação dos clientes no fim da criação de um produto. Após o término do desenvolvimento, entram os testes, sejam eles testes de engenharia ou testes práticos com os clientes, para âmbito de pesquisa. Nesse período, todos os resultados são coletados e, conforme necessário, modificações são feitas no produto, visado o seu maior sucesso.

      Por fim, concluído o processo de desenvolvimento, entra o marketing do produto. Como as pessoas nunca tiveram contato com essa ideia, de primeira, elas não vão comprar. É preciso vendê-la. Mas como? Por meio de sua embalagem e da sua propaganda. Como já ouvimos por aí: “a propaganda é a alma do negócio”. É preciso chamar a atenção, para que assim a curiosidade e o interesse pelo produto surjam. Dessa forma, não se deve medir esforços e investimentos nesse passo, pois é a chave para o sucesso de todo o projeto

     Para concluir, foi possível observar que a criação de um produto não é algo fácil, mas que pode ser um diferencial na sua empresa ou no seu negócio particular. Se você tiver uma ideia inovadora e acredita nela não deixe isso passar e nos procure logo para que possamos te ajudar a criar algo novo para o mundo, confira nosso serviço clicando AQUI e vamos INOVAR juntos!

Categorias
Engenharia Mecânica

Como possuir maior conscientização no trânsito para formarmos adultos mais responsáveis

     É impossível conhecer uma pessoa que não se deparou com o trânsito. Desde a principal avenida da cidade pequena, até mesmo aos imensos corredores de carros na Marginal Pinheiros em São Paulo. Carros, motos, caminhões, e uma infinidade de outros veículos motorizados estão mais do que presente em nossas vidas, são eles que transportam o alimento, levam as cargas, escoam nossa produção etc. Mas infelizmente nem tudo são flores e é de se imaginar que, por exemplo, mais de 216.861 veículos diariamente na Rodovia Castelo Branco, nos trariam uma série de responsabilidades que muitas vezes é negligenciada por nossos motoristas, dessa forma, torna-se cada vez mais importante o debate a respeito da conscientização no trânsito.

 

MAS COMO POSSO MELHORAR ESSES NÚMEROS?

     Muito já se foi pensado a respeito da educação no trânsito, são inúmeras as campanhas de conscientização na TV, jornal, revistas e na internet. Infelizmente, mesmo com todas as atividades, o número de acidentes só cresce e fica ainda mais assustador, entre 2001 e 2012, o número de pessoas mortas em acidentes de trânsito cresceu incríveis 48,7%. Dado o baixo resultado de campanhas de conscientização não presenciais, os olhos dos governantes e de empresas de segurança no trânsito tem se voltado para atividades práticas, afim de que elas tenham maior impacto para quem ela é direcionada.

 

 

       INOVATECH NA SOCIEDADE!

   Foi pensando em uma atividade de conscientização mais impactante e que pudesse transmitir a real necessidade de responsabilidade no trânsito que a INOVATECH em parceria com SEMOB – Secretária de Mobilidade Urbana da cidade de Maringá, criaram um simulador de capotamento. O simulador é um equipamento fantástico para transmitir a real sensação de um capotamento e exemplificar o porque deve-se fazer o uso do cinto de segurança e dirigir com periculosidade, além disso, ele chama muito a atenção de quem passa perto, ideal para se expor em feiras da cidade e atingir ainda mais pessoas.

    Agora, o simulador também pode estar na sua cidade! Entre em contato com a INOVATECH através das informações situadas na ultima página, e agende já sua reunião conosco

Categorias
Engenharia Mecânica Inovação

Como produzir suas ideias

     Ideia. O que é ideia? Da onde vem a ideia? Como produzir suas ideias? Aposto que você mesmo já se perguntou sobre isso, e tentou encontrar uma resposta. Essa é uma pergunta que vem sendo questionada desde os tempos da Grécia Antiga, mas, enquanto ainda não temos uma resposta concreta, vamos utilizar a definição mais simples do dicionário Michaelis, como sendo um “Objeto imediato do pensamento, conceito ou noção que temos sobre algo, que pode ser concreto ou abstrato”.

     E o que é necessário para produzirmos essas ideias? Só criatividade basta? Na verdade, não, quanto mais informações e referências nós temos mais fácil será este processo. Normalmente as boas ideias são só aplicações de conceitos funcionais em outros ambientes. Sendo assim, quanto mais você estuda, lê, absorve conhecimento, mais chances de você ter boas ideias.

      Além disso, já parou para pensar se a sua ideia soluciona algum problema do mundo? Do seu bairro? Da sua empresa? Já pensou que ela poderia se torna algo lucrativo? Não tenha medo de compartilhar suas ideias e receber feedback das pessoas, o erro é uma parte importante do processo, nós vemos problemas e soluções de formas diferentes, sendo assim compartilhe para que você possa sempre melhorar. Adapte e transforme suas ideias, tente sempre construir algo melhor, pense em formas diferentes de solucionar o problema, de melhorar o produto, para que você chegue no melhor resultado possível.

    E agora? Depois de já ter idealizado, o que é necessário fazer? Para tirar essa ideia da cabeça, existem diversos métodos, e cabe você encontrar o mais conveniente. É possível em um simples pedaço de papel rabiscar suas ideias, elaborar um mapa mental, desenhar, escrever em um documento… anote tudo! Trace um objetivo para colocar a ideia em pratica, e comece com pequenos passos, defina metas e procure parceiros para executar sua ideia, saiba que pode contar sempre com a INOVATECH para colocar suas ideias em prática, acesse nossa carta de serviços e encontre como melhor podemos atende-lo.

     A partir dessas etapas, você estará apto a fazer com que sua ideia ajude outras pessoas pelo mundo. Ao levar o que antes era uma ideia, para o mercado, você pode tornar isso em lucro e possibilitar que mais pessoas, empresas, organizações e instituições solucionem problemas e melhorem o ambiente que estão, agora que você já está por dentro de como produzir suas ideias venha acompanhar mais conteúdos sobre esse tema com a gente!

Se você gostou dessa publicação venha conferir mais sobre inovação no nosso Blog!